Você precisa assistir “Black-Ish”! 9

Black-Ish é uma série de comédia (com pitadas de drama) da ABC (no Brasil é transmitida pelo canal Sony com o nome de Família Desajustada) que retrata o dia a dia de uma família negra tentando sobreviver em Los Angeles. Até aí você pensará que é uma série de comédia comum como “Um Maluco no Pedaço”, “Eu, a patroa e as crianças” ou “Todo Mundo Odeia o Chris”, está redondamente enganado. A história gira em torno de Andre “Dre” Johnson, um publicitário negro que subiu na vida com o esforço do seu trabalho, vive com sua família em um bairro de classe média alta de Los Angeles e se esforça para que seus filhos se mantenham ligados às tradições negras e não tornem-se “brancos” demais.

Você precisa assistir “Black-Ish”! 10

 

Uma apresentação rápida dos personagens principais:

Andre “Dre” Johnson (Anthony Anderson) é um publicitário de origem humilde que batalhou na vida para dar à família uma vida melhor que a dele. Apesar de defensor da igualdade entre raças e pregar a preservação dos costumes negros, geralmente tem opiniões machistas.

Rainbow “Bow” Johnson (Tracee Ellis Ross) é uma médica cirurgiã, feminista, criada pelos pais em uma comunidade hippie e é alvo constante de críticas da sogra que não a aceita pelo fato de ser “mestiça” (o pai dela é branco e a mãe negra).

Zoey Johnson (Yara Shahidi) é a primogênita dos Johnson, patricinha, popular no colégio, dos filhos é quem tem a personalidade mais parecida com o pai, Dre, que a considera a adolescente perfeita.

Andre “Junior” Johnson Jr (Marcus Scribner) é um nerd, excelente aluno mas alvo de constante bullying por parte do pai que acha que o filho tem ficado “branco” demais.

Diane Johnson (Marsai Martin) é gêmea fraterna de Jack, filhos mais novos de Dre, extremamente inteligente e madura para sua idade, é tida por todos como uma pessoa má.

Jack Johnson (Miles Brown) é gêmeo fraterno de Diane, não se preocupa com mais nada além de brincar, sempre é o último a desconfiar de algum problema, idolatra o pai, Dre.

Ruby Johnson (Jenifer Lewis) é mãe de Dre, ex-presidiária, mora com o filho para cuidar dos netos enquanto Dre e Bow estão trabalhando. Teve que criar Dre e a irmã (Rhonda Johnson) sozinha depois que foi abandonada por Pops.

Earl “Pops” Johnson (Laurence Fishburne) é o pai de Dre, ex-ativista pela igualdade racial, vivia de dar “pequenos” golpes, mora em uma casinha no terreno da casa de Dre.

Leslie Stevens (Peter MacKenzie) é um dos sócios na agência de publicidade que Dre trabalha, é estereótipo do americano, branco, rico, machista e racista.

Charlie Telphy (Deon Cole) é colega de trabalho de Dre, os dois são os únicos negros com alto cargo na agência de publicidade, apesar de toda a falta de noção de Charlie.

Alguns dos melhores momentos de Black-Ish, geralmente, são quando Dre está em sessões de “brainstorm” com os demais colegas da agência (todos brancos) e que Dre geralmente tenta fazer algo voltado para o público negro e os colegas aparecem com opiniões racistas, homofóbicas ou machistas, assim como nas discussões entre Dre e o pai (Pops), quase sempre com Dre o culpando por ter sumido quando ele e a irmã ainda eram crianças, assim como Pops o acusando de ser muito “mole” com os filhos.

Você precisa assistir “Black-Ish”! 11

A série se apoia muito bem no trio Dre, Bow e Ruby, com uma frequente participação de Pops, é geralmente entre os três primeiros que surgem a principais discussões da série com temáticas quase sempre voltadas à educação dos filhos, Dre geralmente achando que os filhos estão com costumes e gírias “brancas” demais, Bow quase sempre acha que Dre está exagerando (muitas vezes está mesmo) e Ruby sempre dá razão ao filho, alfinetando a nora.

Você já deve estar se perguntando porque que então seria de diferente das séries que citei no começo da coluna. Muito simples, ela tem um texto muito forte de valorização negra, dos seus costumes, de combate ao racismo, porém, isso é muito bem dosado com um humor refinado e inteligente, sem as risadas artificiais que colocam de som de fundo da maioria das séries de humor americanas. O seu ativismo não soa clichê e nem piegas, é um texto forte, porém muito dinâmico e que cativa com a forma bem humorada que é apresentada. Cada episódio se inicia com uma explicação dada por Dre (em forma de narração) do tema que será abordado nele. Black-Ish já foi indicada e venceu diversos prêmios da TV norte-americana, por exemplo, em 2018 está indicada ao Emmy (uma espécie de Oscar da TV gringa) nas categorias de Melhor comédia, Melhor Ator de comédia (Anthony Anderson), Melhor Atriz de comédia (Tracee Eliss Ross), Melhor Atriz convidada de comédia (Wanda Sykes), a premiação acontecerá no dia 17 de setembro de 2018.

Você precisa assistir “Black-Ish”! 12

Black-Ish estreará a sua 5ª temporada no dia 16 de outubro de 2018 nas TV’s norte-americanas, no início da 4ª temporada a série parecia que dava sinais de cansaço que não se confirmou com a temporada encerrando, mais uma vez, de forma magnífica. A série já gerou um spin-off chamado Grown-Ish que conta o cotidiano de Zoey na universidade.

Texto do colunista Illo Schaun, nerd, advogado, legender nas horas vagas, roqueiro, leitor voraz de HQ e livros, viciado em filmes e séries, sonha em ser o Batman e coleciona diversas versões de batmóveis.
 
Twitter: @illods