Panasonic promove projeto de cinema global com alunos de escolas públicas e particulares no Brasil
Projeto de cinema global em escolas 3
O programa KWN busca estimular criatividade e trabalho em equipe por meio de produção de filmes

Com o propósito de estimular a criatividade e a capacidade de comunicação e incentivar o trabalho em equipe entre crianças e adolescentes, a Panasonic do Brasil realiza anualmente o programa de cinema global KWN — Kid Witness News Brasil — com alunos de escolas públicas e particulares. O projeto de educação tem o apoio da companhia japonesa, que fornece câmeras e outros equipamentos de produção de vídeo, além de aulas conceituais sobre cinema ministradas pela produtora Aventuras, parceira da Panasonic no KWN Brasil.

As escolas são convidadas a participarem do projeto e, após a inscrição e seleção das instituições de ensino, a Panasonic e a Aventuras, com profissionais especialistas na área, promovem os workshops para os alunos aprenderem a utilizar as câmeras e o software de edição de vídeo, além de técnicas para desenvolver os roteiros, captação e edição. Os curtas têm como requisito trabalhar acerca de temas como Ecologia, Esporte ou Comunicação, de acordo com o ponto de vista dos alunos e dialogando com os Objetivos de Desenvolvimentos Sustentável da Organização das Nações Unidas (ODS).

“A Panasonic se preocupa não somente com o fornecimento de produtos e serviços de tecnologia, mas principalmente com o desenvolvimento da sociedade, isso faz parte da nossa filosofia corporativa. Além disso, o Kid Witness News vai ao encontro de um de nossos pilares de Cidadania Corporativa, que está ancorado nas ODS – Educação de Qualidade”, comenta Fabio Ribeiro, Gerente Geral de Marketing da Panasonic Brasil.

No Brasil, a primeira edição aconteceu em 2005 e é realizada anualmente desde 2008. Cerca de 620 crianças e jovens brasileiros de 62 escolas já participaram. Em 2019, o KWN Brasil contou com a produção de seis vídeos. Dentre as escolas participantes, os alunos do Lar Escola São Francisco, da AACD, uniram a importância da água e dos recursos hídricos com a questão da deficiência, em um vídeo em que jovens portadores de deficiência praticam nado sincronizado. Já os alunos da Escola Estadual Maria José Moraes Salles mostraram a questão do lixo e a importância da reciclagem. O Instituto Educacional Coração de Jesus (IECJ) mostrou como a tecnologia pode ajudar na rotina de estudos. Já a turma do Maria Ofélia, discutiu o problema da poluição industrial em São José dos Campos e os grupos do Josephina e do Privest também trouxeram a relação entre a deficiência e o esporte.

Após a produção, os filmes são apresentados em uma cerimônia e avaliados por uma banca de júri, que avalia e seleciona um dos vídeos. Dois alunos que representarão a escola vencedora terão a oportunidade de realizar um intercâmbio cultural no Japão com jovens de outros países também participantes do KWN. Durante a programação da premiação global, eles poderão conhecer atletas paralímpicos, participar de um workshop no Panasonic Center, além de uma imersão nas novas tecnologias da marca.

O KWN surgiu em 1989, nos Estados Unidos e é parte da Filosofia da Panasonic de construir “Uma Vida Melhor, Um Mundo Melhor”. A partir de 2004, foi expandido para outros países e, até hoje, já foram produzidos mais de 10 mil vídeos, e mais de 185 mil crianças e adolescentes de 35 países participaram do projeto.

A cerimônia de premiação da edição 2019 do concurso KWN acontece no dia 25 de março de 2020, das 9h às 12h, no Cinépolis do Parque Shopping Maia, em Guarulhos. Representantes das seis escolas convidadas a participar desta edição estarão presentes na cerimônia. A viagem para a cerimônia global está prevista para acontecer de 25 a 29 de agosto de 2020.