Os paper toys existem há vários séculos, nascendo com a arte dos Origami (or-i-GA-me). A palavra baseada nas palavras Japonesa Ori(dobrar) e Kami (papel).O Cinefreak tem sua versão, são os PaperFreak.

Os paper toys do presente existem por todo o mundo criados por designers gráficos que buscam mais suportes para aplicar as suas criações.

Os paper toys são urbanos mas não só, recriam personalidades conhecidas e fazem nascer da imaginação dos seus criadores personagens novas, sejam pessoas, animais, seres alienados, a imaginação é o limite…

PaperFreak da Semana - MárioO PaperFreak desta semana é o Mário, do videogame Super Mário Bros.. Bom Divertimento…

Clique aqui para baixar seu papertoy:PaperFreak da Semana – Mário 

Mario (em japonês: マリオ), também conhecido como Super Mario ou Jumpman, é um personagem fictício e o protagonista principal da série de videogames, criado pelo designer de jogos japonês Shigeru Miyamoto. Mario é o mascote oficial da Nintendo,sempre salvando a Princess Peach para que o reino dos cogumelos não seja escravizado por Bowser, a sua aparição em mais de 80 jogos desde a sua criação. Embora, inicialmente, apenas aparecendo em jogos de plataforma, começando antes do Donkey Kong, Mario aparece atualmente em gêneros variados de videogames, tais como corrida, quebra-cabeça, RPG, luta, festa e esporte.

Mario é retratado como um encanador baixo, que vive no Reino dos Cogumelos (Mushroom Kingdom). Ele tem a missão de resgatar a Princesa Peach capturada pelo seu inimigo Bowser em seus diversos planos e salvar o Reino dos Cogumelos. Mario também tem outros inimigos e rivais, como Donkey Kong (em poucos jogos) e Wario. Desde 1995, Mario é dublado por Charles Martinet.

Como mascote da Nintendo, Mario é um dos personagens mais famosos da história dos videogames e a sua imagem está sempre associada com seus jogos. Até os dias de hoje, os jogos estrelados pelo personagem já venderam mais de 210 milhões de unidades no mundo inteiro[1]. Devido à sua fama, ele também inspirou programas de televisão, cinema, quadrinhos e uma linha de produtos licenciados. Tornando-se também um ìcone de toda uma nova geração.

PaperFreak da Semana - Mário

Em 1981, Ikegami Tsushinki estava desenvolvendo, a serviço da Nintendo, o jogo Popeye. O jogo foi escrito, mas logo depois a Nintendo perdeu os direitos do personagem Popeye. Shigeru Miyamoto foi então solicitado para projetar um novo jogo baseado em suas próprias ideias. O resultado foi Donkey Kong, estrelando um personagem substituto de Popeye chamado “Jumpman” (que basicamente pulava de nível em nível, daí o nome) que tentava resgatar a namorada Pauline, substituta de Olívia Palito, do gorila Donkey Kong (substituto de Brutus). Mais tarde, alguém da Nintendo notou que Jumpman tinha uma impressionante semelhança com Mario Segalli, o senhorio italiano do escritório da Nintendo em Nova York. Foi o que bastou para se alterar o nome Jumpman para “Mario”. O próximo jogo de Miyamoto, Donkey Kong Jr., estreou o nome “Mario”. Este jogo também é o único a trazer Mario como um vilão (o filho de Donkey Kong o caçava). Originalmente um carpinteiro, Mario logo passou a ser considerado um encanador (pelas tubulações do jogo Mario Bros.) e depois herói (pelos jogos Super Mario Bros. 1, 2 e 3).

Evolução do SuperMário: