Suposto dono do Kickass Torrents, um dos maiores sites de torrents do mundo, Artem Vaulin, um ucraniano de 30 anos, foi preso na Polônia por Autoridades dos Estados Unidos, por violar direitos autorais e por lavagem de dinheiro.
Segundo notícia publicada no site Torrent Freak, o documento utilizado na denúncia realizada pelo governo dos Estados Unidos revela que, durante a investigação, os policiais se disfarçaram de anunciantes, o que ajudou a revelar uma conta bancária associada ao site.

As investigações teriam sido auxiliadas pela Apple, que  teria colaborado fornecendo informações pessoais de Vaulin, após a polícia cruzar um endereço de IP de uma conta do iTunes com um IP utilizado para logar no perfil do Kickass Torrents no Facebook.

Além da prisão de Vaulin, o tribunal também concedeu a apreensão de uma conta bancária associada ao Kickass Torrents, além de vários domínios do site.

O site teria ajudado a distribuir ilegalmente mais de US$1 bilhão de dólares em material protegido por direitos autorais.

Até o momento só foi possível acessar o Kickass Torrents pelo domíno kat.tv; outros, como kat.ph e o principal, kat.cr, já não estão funcionando.

O Kickass Torrents possui milhões de visitas únicas por dia, tendo se tornado o maior site de compartilhamento de torrents do mundo, superando até mesmo o famoso The Pirate Bay. Segundo estimativas da polícia, o site gerava um faturamento de mais de US$16 milhões de dólares por ano.