O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) um programa de autodescrição para deficientes visuais. A ferramenta amplia a oferta de vídeos adequados aos deficientes visuais. Também foi apresentado pela instituição um mouse acessível, que permite a melhoria de navegação na internet para pessoas com limitação motora.

Segundo o coordenador do Núcleo de Tecnologias Assistivas do IFCE, Agebson Rocha, o programa de audiodescrição virtual já é desenvolvido e testado há dois anos e tem o objetivo facilitar à vida de pessoas que têm deficiência visual. “A técnica de audiodescrição já está bastante difundida com uso de voz humana. No entanto, a inovação deste projeto reside no fato de, ao inserir voz sintetizada, possibilitar a produção em menor tempo e, naturalmente, diminuir os custos, democratizando o acesso aos filmes”.

 

Jogos da Copa terão audiodescrição