O Greenpeace foi às ruas e convidou as pessoas para um test drive em um carro da Idade da Pedra. A brincadeira foi para demonstrar que apesar do design atual, nossos carros não são tão modernos como aparecem nos anúncios.

A Volkswagen, a Fiat e a Chevrolet, que representam 60% do mercado de carros brasileiro, estão produzindo no país veículos com tecnologia defasada quando comparada a modelos oferecidos em outros mercados, como o europeu. Devido a isso, nossos carros consomem mais combustível e emitem mais gases de efeito estufa, principais agentes do aquecimento global.

[dt_divider style=”gap”/]

7b5fa660-c4ce-11e3-b6a8-5d2553abab67_AGE20140415093

Não precisa ser assim.  Em outros países, como Europa e nos Estados Unidos, essas mesmas companhias já tem o compromisso de produzir carros mais limpos e eficientes. Está mais do que na hora de fazer o mesmo no Brasil.

Greenpeace faz ação com carro da Idade da Pedra

O Greenpeace é uma organização não governamental com sede em Amsterdã, nos Países Baixos, e com escritórios espalhados em 40 países.

Atua internacionalmente em questões relacionadas à preservação do meio ambiente e desenvolvimento sustentável, com campanhas dedicadas às áreas de florestas (Amazônia no Brasil), clima, nuclear, oceanos, engenharia genética, substâncias tóxicas, transgênicos e energia renovável. A organização busca sensibilizar a opinião pública através de atos, publicidades e outros meios. Sua atuação é baseada nos pilares filosófico e morais da desobediência civil e tem, como princípio básico, a ação direta.

greenpeace