2012 sem dúvida foi a ano do Morcego. Com o lançamento do último capítulo da trilogia do Cavaleiro das Trevas, aconteceram vários eventos relacionados ao Batman. Foi lançado um documentário sobre uma das ferramentas mais importantes no combate ao crime utilizadas pelo herói, o Batmóvel. O documentário mostra a evolução do carro, na série de tv e nos filmes, e para comemorar, nos EUA, houve uma turnê com o Tumbler, o Batmóvel dos filmes do Christopher Nolan, e com o Batpod.

O filme “O Cavaleiro das Trevas Ressurge”, além de ganhar eventos especiais no mundo todo devido ao seu lançamento em DVD e Blu-Ray, acaba de ser eleito como um dos dez melhores filmes de 2012 ( https://cinefreak.com.br/lista-dos-melhores-filmes-e-series-de-2012-do-american-film-institute/) e seu diretor e produtor, Christopher Nolan começou uma campanha para a indicação do filme e de melhor ator para Christian Bale ao Oscar.

No Brasil, em uma promoção da Shell, o Batmóvel da série de tv de 1966 esteve no Salão do automóvel e em miniaturas, nos postos de gasolina (https://cinefreak.com.br/miniaturas-colecionaveis-do-batmovel-nos-postos-shell/). Agora o Batmóvel enfrentou um desafio a sua altura.

O piloto brasileiro Hélio Castroneves experimentou dirigir o veículo do Homem Morcego, o Batmóvel, em Interlagos: “Espero que o Batman não fique chateado”.

Castroneves pilota o Batmóvel em São Paulo

Hélio Castroneves acabou chamando bastante a atenção  em Interlagos ao dirigir uma réplica de um Batmóvel clássico na pista de Interlagos.

A ação da Shell aconteceu entre os treinos para pilotos convidados, que além do tricampeão das 500 Milhas de Indianápolis ainda reunião Rubens Barrichello, Tony Kanaan e Raphael Matos.

Conhecido como Homem-Aranha nos Estados Unidos por escalar os alambrados das pistas em suas vitórias, Helinho brincou com a experiência no veículo de outro personagem famoso dos quadrinhos: “O Homem-Aranha experimentou um pouquinho o Batmóvel, né? Espero que o Batman não fique chateado. É um carro clássico. Foi legal ter tido essa oportunidade”, brincou.

George Barris, designer americano, foi incumbido no final de 1965 pela 20th Century Fox Television Productions e William Dozier, produtor de Batman, de produzir um Batmóvel para a nova série de TV. Com apenas 15 dias e um orçamento de US $ 15.000 para construir um Batmóvel, Barris decidiu transformar o Lincoln carro-conceito Futura em o que é hoje amplamente reconhecido como o original e emblemático veículo de combate ao crime.