Brasileiros se superam e batem recordes pessoais em Mundial inédito de Cubo Mágico 7

Brasileiros se superam e batem recordes pessoais em Mundial inédito de Cubo Mágico
Red Bull Rubik’s Cube World Championship aconteceu em Boston (EUA) no último sábado (22); recordista mundial está entre os campeões
Recordista mundial, Feliks Zemdegs foi o campeão da categoria Speed Cubing Misto ao montar o cubo em 6.897 segundos na decisão
A cidade de Boston, nos Estados Unidos, recebeu neste sábado (22) a final da primeira edição do Red Bull Rubik’s Cube World Championship, o mundial de Cubo Mágico. Com 12 países participantes em quatro categorias diferentes, o evento contou também com os brasileiros Iuri Grangeiro, Julia Melo, Pedro Roque e Diego Meneghetti na decisão. Depois de um dia inteiro de competições, o título ficou nas mãos do canadense Bill Wang, do australiano Feliks Zemdegs (atual recordista mundial), da americana Dana Yi e do alemão Ricky Meiler nas categorias Fastest Hand, Speed Cubing Misto, Speed Cubing Feminino e Re-Scramble, respectivamente.
“O campeonato foi muito legal! Foi uma ótima experiência, que vou levar para o resto da minha vida. Espero estar na final do Rubik’s Cube World Championship em 2019 de novo, ainda melhor”, disse Julia, que viajou para fora do Brasil pela primeira vez por causa do evento.

Ainda que não tenham conquistado o pódio, os brasileiros saíram satisfeitos com seus desempenhos e voltarão ao Brasil com o sentimento de superação. Única competidora mulher a representar o país, a paulista Julia Melo, por exemplo, conseguiu reduzir muito seu tempo – na classificatória em São Paulo, ela fez 36.290 segundos e, em Boston, chegou a alcançar 18.838 segundos ao montar o cubo.

O gaúcho Diego Meneghetti também melhorou seu desempenho, tendo brigado de igual para igual com os melhores do mundo. Para se classificar ao mundial, na categoria Re-Scramble, ele havia feito 32.780 segundos e, em Boston, abaixou o tempo para 24, o que o levou a bater o recorde brasileiro, além do recorde pessoal.

“Estou muito feliz com meu desempenho. Bati o recorde brasileiro, mas meu adversário, o inglês Chris Mills, era muito forte e acabou fazendo 23 segundos. Mas volto pra casa muito feliz por ter participado de um evento tão grande como esse”, comentou Diego.

Para chegarem até a grande decisão em Boston, os participantes passaram por qualificatórias em seus países – no Brasil, elas aconteceram em São Paulo no primeiro semestre – e se juntaram a uma lista de 50 finalistas. Eles estavam divididos em quatro categorias: Speed Cubing Misto e Feminino (montagem mais rápida do cubo); Fastest Hand (montagem mais rápida do cubo utilizando apenas uma mão); e Re-Scramble, categoria inédita em competições de cubo mágico (os participantes precisam embaralhar um cubo montado de acordo com um modelo que é apresentado no momento).

Entre as mulheres, a grande campeã foi a americana Dana Yi, com melhor tempo de 8.041 segundos na final do Speed Cubing. Entre os homens, o primeiro campeão foi o alemão Ricky Meiler no Re-Scramble, com a montagem mais rápida em 22.016 segundos. Em seguida, em uma disputa bastante acirrada no Fastest Hand, o canadense Bill Wang levou a melhor com 14.681 segundos como sua melhor marca. Por último, foi a vez do Speed Cubing Misto, com o australiano Feliks Zemdegs – detentor do recorde mundial de 4.22 segundos – consagrando-se campeão da categoria, chegando a montar o cubo em 6.897 segundos na decisão.

“Eu esperava que o formato diferente fosse interessante. Tive que mudar minhas táticas porque havia speedcubers incrivelmente rápidos aqui”, explicou Zemdegs.

Além do título de “mais rápidos do mundo”, os campeões dividiram uma quantia de 30 mil dólares de premiação e ganharam aneis de diamante produzidos pela Diamond Cutters International, mesma empresa que fabrica aneis bem famosos, como os do Super Bowl.

Saiba mais sobre o Rubik’s Cube:
O arquiteto e professor húngaro Ernö Rubik o inventou em 1974. Desde então, o objeto se tornou o quebra-cabeça mais vendido do mundo. Enquanto o professor levou cerca de um mês para resolver seu primeiro cubo, agora o mundo compete para resolvê-lo cada vez mais rápido. Com mais de 43 trilhões de maneiras de embaralhar o Rubik’s Cube, cada “scramble” pode ser resolvido em 20 movimentos ou menos e em apenas alguns segundos: Feliks Zemdegs, um speedcuber australiano que participou do Red Bull Rubik’s Cube World Championship neste sábado, detém o atual recorde mundial com 4.22 segundos.

Saiba mais sobre o Red Bull Rubik’s Cube World Championship:
O evento faz parte da plataforma Red Bull Mind Gamers, que hospeda torneios globais competitivos para dar aos maiores “Mind Gamers” a oportunidade de mostrarem suas habilidades em todo o mundo em uma variedade de cenários de solução de problemas, em diferentes disciplinas, desde Escape Rooms até o Cubo Mágico.

Brasileiros se superam e batem recordes pessoais em Mundial inédito de Cubo Mágico 8 Brasileiros se superam e batem recordes pessoais em Mundial inédito de Cubo Mágico 9

Vídeos da competição:

Imagens dos brasileiros andando pela cidade, treinando para a competição e “brindando” com o cubo: https://www.redbullcontentpool.com/international/AP-1WYVTKRCS1W11

Imagens do campeonato e as principais disputas:
https://www.redbullcontentpool.com/international/AP-1WXUJ6ACH1W11

Entrevistas com os campeões de cada categoria e entrevista aos 9’40” com o Ernö Rubik, criador do cubo mágico: https://www.redbullcontentpool.com/international/AP-1WXUJ6A491W11