A editora das HQ dos heróis da DC Comics no Brasil, a Panini Comics,  vai lançar duas novas coletâneas encadernadas em capa dura do Batman. As coletâneas são compostas por histórias publicadas há pouco tempo no Brasil: a saga “Descanse em Paz” e a história “O Que Aconteceu ao Cavaleiro das Trevas”.

“Descanse em Paz” , do escritor Grant Morrison,  foi uma das “mortes” do Homem Morcego, que também morreu, ao mesmo tempo, na saga Crise Final, também de Morrison. Os desenhos são de Tony Daniel e Lee Garbett, com belas capas do famoso Alex Ross.

“O Que Aconteceu ao Cavaleiro das Trevas” é uma espécie de homenagem póstuma ao Batman, com  história de Neil Gaiman, em tom bastante onírico, e Andy Kubert cuidou dos desenhos.

A DC também incluiu histórias antigas que Gaiman escreveu para o Batman, um conto em preto e branco com Simon Bisley, e propostas para a origem de Hera Venenosa e Coringa. No Brasil, estas histórias só foram publicadas nos anos 90.

Batman: Descanse em Paz tem 220 páginas e custa R$ 56.

Batman: O que aconteceu ao Cavaleiro das Trevas tem 132 páginas e custa R$ 21,90.

Batman : Descanse em Paz

Batman : Descanse em Paz

Batman: Descanse em Paz 

Durante um curto período de paz em Gotham City, Bruce Wayne faz novas viagens para entender a mente do Coringa, participando de altas experiências de meditação e isolação. Em uma dessas experiências, o Thorgal, conhece o maléfico Dr. Simon Hurt, que instala uma frase-gatilho no homem morcego sem que este perceba. Em sua volta a Gotham, conhece a maravilhosa Jezebel Jet, que é governadora de um país e começa a se envolver em um caso grande chamado Luva-Negra, que envolve um antigo filme de um conhecido dos falecidos pais de Bruce, que tem o mesmo nome do caso e o Dr. Hurt. Bruce, enquanto avança em seu namoro com Jezebel, Tim Drake se sente perturbado com a ideia de um filho de mesmo sangue que seu mentor e da bela Tália Al-Ghul.

No Arkham, um dos doutores diz ao Coringa para que se preparem pois uma facção criminosa dominará o Arkham e planeja a morte do Batman. Batman começa a ficar muito envolvido com o caso do Luva Negra, enquanto o Dr. Hurt prepara um “clube de vilões”, conhecidos como Luva Negra, para derrotar definitivamente o Batman, em um golpe que envolve o Asilo Arkham e o Coringa.

Durante uma visita de Jezebel à Bat-Caverna, a frase-gatilho do Dr. Hurt, Zur-en-Arrh é acionada durante uma falha no Bat-Computador, e causa um colapso nervoso no Cavaleiro das Trevas, enquanto membros da Luva Negra invadem a Bat-Caverna e raptam Jezebel (Kraken e LeBossu), e estes tomam o controle da Mansão Wayne.

Paralelamente a isso, Tim Drake é perseguido por outros membros do Luva Negra em Gothan após solicitar ajuda do Asa Noturna (este, capturado pela Escorpiana, também aliada à Hurt).

Após Alfred ser atacado pelos vilões que invadiram a caverna, Bruce Wayne é jogado as ruas de Gothan após ser drogado pelo Dr. Hurt. Conhece um mendigo que dá ao Bruce um rádio velho que ele diz ser um Bat-rádio.

Durante o período de isolamento, Bruce Wayne, dentro de uma caverna, cria uma segunda personalidade para o caso de sua mente ser, ou já ter sido atacada. Ele usa essa nova personalidade após o ataque do Luva Negra, sendo chamado de Batman de Zur-en-Arrh. Para sua nova identidade, Bruce fez, com tecidos do lixo, uma nova roupa vermelha e amarela (em homenagem aos Robins). Também conhece a única parte de sua mente que não entrou em colapso (a única parte racional), que está na forma do Bat-Mirim.

O novo Batman sai pela cidade atrás de uma vingança contra o Luva Negra, passando por tudo que esta a sua frente.

Encontra Charles Calígula, um dos membros do grupo de vilões, e o mata após este revelar que o Luva Negra está em um plano no Arkham e lá, se encontra Jezebel Jet.

No Arkham, descobre-se que o Luva Negra organiza, a cada ano, um jantar de apostas a meia noite envolvendo vidas, e que o desse ano, a aposta era entre a morte do Batman ou sua vitória sobre o Coringa. Poucos apostam nesta última opção.

Robin tenta manter Gothan sob controle, enfrentando os últimos dois membros do Luva Negra, Viajante e Pierrot, e o Comissário Gordon adentra a Mansão Wayne, que está cheia de armadilhas mortais. Batman invade o Arkham, e chega próximo a cela do Coringa, onde este está solto, esperando pelo confronto com Batman. Em sua cela, Jezebel Jet está presa em uma camisa de força e a cela trancada. Batman e o Coringa se enfrentam e Batman, ao ver Jezebel, tenta adentrar a cela do Coringa para salvá-la, mesmo sendo que a cela está exposta a toxina do Coringa que afeta o Sistema Nervoso do exposto. Depois que Batman entra na cela, começa a ficar atordoado e desmaia, enquanto Jezebel se levanta, já sem a sua camisa de força, e descobre-se que ela está do lado do Luva Negra.

Batman acorda, em sua melhor roupa, com sua consciência perfeita, em uma camisa de força, dentro de um caixão embaixo de 300 kg de terra, enquanto os apostadores do Luva Negra clamam para que o anfitrião, Dr. Hurt, não tenha terminado, pois querem ver o Batman sofrer mais. Ao voltarem para a sobremesa, vem o Coringa à mesa, no asilo, e lhe perguntam por que ele ainda não foi embora, sendo que o Arkham estava todo aberto. Ele lhes responde que quer ver o Batman (e que tem certeza) se levantar e caçá-los todos. O Coringa lhes entrega o rádio que Batman ganhou do mendigo e hoje está em uma ambulância. Enquanto um dos presentes analisa o rádio, descobrem que ele não recebe, mas ENVIA sinais (que são recebidos pelo Bat-Computador na Torre Wayne, que acionam o Sistema de Segurança do Arkham, que trava todas as portas do asilo, desliga a força e chama a polícia), e assim, os membros da Luva Negra ficam trancados a própria sorte, enquanto Batman se levanta do túmulo.

Na sala de lobotomia onde Asa Noturna está preso e anestesiado, LeBossu entra na sala com a face rasgada pelo Coringa, e, um segundo antes que este corte a face de Dick, ele levanta, sai da sala e tranca todos lá dentro (Bossu e Escorpiana), e sai para ajudar Batman contra os capangas de Hurt. Na cidade, Robin passa por maus bocados contra os dois membros restantes, e antes de ser morto, recebe a ajuda do Ranger Sombrio e do resto do Clube dos Heróis, que tomam conta da cidade enquanto ele corre para o Arkham.

Na mansão Wayne, Gordon, também segundos antes de ser morto, recebe apoio do filho do Batman, Damian, da Talia al Ghul e dos capangas de Ras al-Ghul sobre comando da Talia, que tomam o controle da mansão e resgatam Alfred na caverna, e se dirigem ao Arkham. No caminho, Damian (no Batmóvel, com Alfred como acompanhante e os capangas de al-Ghul atrás), na ponte de Gotham, passa pela ambulância do Coringa e a joga no rio. Batman, ao acordar, vai atrás dos apostadores.

Hurt foge amedrontado em um helicóptero, enquanto Batman vai atrás dele, Asa Noturna cuida dos membros remanescentes no Arkham, e enquanto descobre-se que Bruce estava preparado com o ataque, que sabia que Jezebel estava envolvida e que não podia impedir, mas apenas confiar nos seus anos de preparação para que pudesse escapar. Batman e Hurt desaparecem em uma coluna de fogo no rio Gotham após a queda do aparelho. Ao redor do fogo, Robin, Alfred, Damian, Talia e seus capangas contam a Gordon sobre um plano de ricos diplomatas para destruir Bruce Wayne e que Batman foi resolver. No telhado do Arkham, Asa Noturna aparece segurando o traje do Batman nos braços.

Batman sobrevive à queda do helicóptero, diferentemente de Hurt, e diz a Alfred que Hurt lhe disse que o próximo caso do Batman será o último. A Liga chama o Batman para investigar o caso da morte do Deus Órion (Crise Final 1), e, logo depois de decidir investigar na caverna, desaparece. É levado a um local onde um ser que domina o pensamento receberá as memórias de Bruce Wayne e a transmitirá para um exército de clones que lutaram a favor do Império das Trevas. Batman consegue escapar do local.

Seis meses após o incidente no Arkham, LeBossu está prestes a matar um policial, dizendo a seus capangas que Batman e Robin morreram, e, nas costas do policial pendurado na parede, aparece o Bat-sinal, e, na janela do apartamento onde eles estão, Batman e Robin aparecem, enquanto Batman diz que eles nunca morrerão.

Após escapar, Batman, com uma arma encontrada no laboratório de onde escapou, e a bala que matou Órion em seu cinto, parte para, finalmente, quebrar seu juramento, e usar a arma.

Ele entra na câmara onde Darkseid está controlando o caos (detalhes em Crise Final 5 e 6), e, enquanto este prepara a Sanção Omega para matar Batman, este outro, mais rápido, dá um tiro no deus de Apokolips com a bala que mata deuses. O tirano morre, mas não antes de matar o Batman, que é “pego” pela Sanção.

Com a morte do Batman, Gotham entra na completa loucura. Asa Noturna é obrigado a voltar a Gotham e abandonar os Titans para cuidar do Submundo do crime da cidade e volta a enfrentar o Duas-Caras. Robin cuida de uma guerra de Gangues, de uma presente revolta da Policia pela prisão de dois policiais corruptos. Este também abandona sua equipe, os Novos Titans, para cuidar de Gotham e manter a imagem do Batman perante a sociedade, que não tem conhecimento de sua morte. Jason Todd foge da prisão com a ajuda do Robin. BatGirl, para tentar controlar o crime em Gotham, formará uma nova equipe dos Renegados.

Batman ganha duas edições em capa dura no Brasil

Batman: O que aconteceu ao Cavaleiro das Trevas

Batman: O que aconteceu ao Cavaleiro das Trevas

A his­tó­ria conta a morte de Batman atra­vés das home­na­gens que cada amigo e ini­migo mor­tal faz ao redor de seu cai­xão, no Beco do Crime, em Gotham City.

Afastado dos qua­dri­nhos, qual­quer lan­ça­mento de Neil Gaiman é algo que ganha des­ta­que no mer­cado de qua­dri­nhos. A his­tó­ria está longe do que o autor já fez, mas chama aten­ção por uma his­tó­ria do Homem-Morcego bem mais melan­có­lica que de costume.