Jon Berg e Geoff Johns irão comandar a coesão dos filmes da DC, em uma tentativa de manter o resultado final fiel aos quadrinhos

 

A Warner está fazendo alterações na forma como lida com seus projetos da DC Entertainment, depositando a supervisão dos projetos em um par de executivos de criação da editora de quadrinhos, criando uma divisão dedicada para os filmes.

O atual vice-presidente executivo Jon Berg e Geoff Johns, diretor de conteúdo-chefe da DC, que lançou com sucesso a incursão da editora para a televisão, será os novos diretores de criação da DC Films, de acordo com várias fontes.

Este movimento é parte de um refinamento mais amplo de funções executivas na Warner, que se abalou com resultados abaixo do esperado, que tem irritado os produtores e cineastas.

Em vez de uma ampla gama de filmes para supervisionar, os executivos serão responsáveis pela gestão de fluxos de gênero. Em muitos casos, esses fluxos representam interesses e especialidades para executivos específicos. Courtenay Valenti, por exemplo, vai supervisionar todos os projetos dos filmes Lego, bem como a linha de Harry Potter, que retornam em novembro com Animais fantásticos e Onde Habitam. Os executivos de produção sênior Jesse Ehrman e Niija Kuykendall focarão mais em comédia / família e sci-fi / action, respectivamente.

Jon Berg já estava trabalhando em Batman vs Superman, Esquadrão Suicida, Mulher Maravilha e Liga da Justiça, e também é um canal de ligação com Ben Affleck, tendo trabalhado com o ator / cineasta em Argo e Live by Night, thriller policial que Affleck recentemente terminou como diretor, escritor e astro para o estúdio.

Geoff Johns, escritor de quadrinhos que virou executivo, planejou a criação de programas como Arrow, The Flash e Supergirl e é o escritor por trás de Rebirth do DC, a reinicialização de seus títulos. Ele não está deixando a DC Comics, de acordo com fontes, mas adicionando a função de comandar os filmes.

Johns ainda se reportará à presidente da DC Entertainment Diane Nelson, enquanto Berg se reportará a Silverman.

Com Berg e Johns, a Warner está tentando unificar os elementos díspares dos filmes DC com um executivo de filmes experiente e um veterano profissional de quadrinhos que, juntos, poderão adaptar a maneira com que a Marvel Studios produziu seus filmes sob a visão do presidente Kevin Feige, ainda sob a supervisão da Warner. Como parte de suas novas funções, Berg e Johns se tornarão produtores dos filmes da Liga da Justiça.

Justice-League-Movie-Team-Costume-Art

A recepção abaixo do esperado de BvS foi o ponto de ignição para as mudanças. O estúdio tinha grandes esperanças para o filme, que colocou seus principais heróis uns contra os outros.

O filme deu a oportunidade para o diretor Zack Snyder estar envolvido na formatação da aparência e conteúdo de toda a linha DC, programado até 2020. Mas críticos e fãs apontaram o dedo para Snyder sobre falhas do projeto, incluindo o “tom escuro” do longa. Apesar das críticas, BvS, que custou pelo menos US $ 300 milhões, já arrecadou mais de $ 870.000.000 em todo o mundo desde o seu lançamento, em 25 de março, o que não pode ser considerado um fracasso.

Em contraste, a  Marvel Studios  com Capitão América: Guerra Civil está caminhando para $ 1 bilhão em menos de duas semanas de lançamento. O filme coloca heróis uns contra os outros, mas o tom mais leve da Marvel e cores brilhantes estão ressoando claramente com o público, levando a Warner tentar esta correção de curso.

Esta mudança de tom, bem como Berg e Johns em novas posições, acompanham outras mudanças que estão sendo implementadas nos filmes DC, como Affleck ter se tornado recentemente produtor executivo de Liga da Justiça, aumentando o seu envolvimento criativo quando se trata dos filmes do Batman e talvez ainda mais.

Além destas mudanças, a Warner Bros. trocou o diretor de Flash, Seth Grahame-Smith, por não se sentir confiante em um estreante, está à procura de um cineasta mais experiente.

O estúdio também está trabalhando para suavizar o terceiro ato de Esquadrão Suicida, seu grande filme de agosto do diretor David Ayer que poderia mudar a percepção de sua linha DC.

suicide squad

Esquadrão Suicida recentemente ganhou fotografia adicional, mais cenas para adicionar humor. Fontes dizem que era Esquadrão Suicida, que ganhou poder com o envolvimento Johns em filmes DC (ele já é coautor do próximo filme solo do Batman com Affleck) também está envolvido na pós-produção do filme.

Com estas mudanças criativas, a Warner confia em entregar filmes mais fiéis ao universo dos quadrinhos, batendo de frente com a Marvel com mais poder de fogo.