O grande laureado em Cannes neste ano foi o filme francês “120 battements par minute”, de Robin Campillo, uma crônica dos anos da epidemia de Aids em Paris.

O filme ganhou em 28/05, o Grande Prêmio do 70º Festival de Cannes, anunciou o júri presidido pelo diretor espanhol Pedro Almódovar.

“Foi uma aventura coletiva, uma grande história. Nunca somos tão belos e fortes do que quando estamos unidos”, declarou o cineasta francês ao receber o prêmio.

A americana Sofia Coppola recebeu o prêmio de Melhor Direção por seu filme “O Estranho que Nós Amamos”. A produção é uma adaptação do romance de Thomas Cullinan que já foi levada aos cinemas em 1971 por Don Siegel, com Clint Eastwood como protagonista.

Já o prêmio de Melhor Interpretação Masculina no Festival de Cannes foi para o ator americano Joaquin Phoenix, por sua atuação em “You Were Never Really Here”, da britânica Lynne Ramsay. Neste suspense psicológico, o ator de 42 anos impressiona como um veterano da Guerra do Vietnã, traumatizado e violento, que tem que resgatar uma adolescente de uma rede de prostituição.

A alemã Diane Kruger recebeu o prêmio de Melhor Interpretação Feminina no Festival de Cannes por seu primeiro grande papel em uma produção germânica, “In the fade”, do diretor Fatih Akin. A ex-modelo vive neste filme uma mãe de família que busca se vingar da morte de seu marido, de origem turca, e de seu filho, em um atentado cometido por neonazistas.

 

Vencedores do Festival de Cinema de Cannes 2017 3
Lista dos premiados na 70ª edição do festival:

Palma de Ouro: “The square”, do sueco Ruben Östlund

Grande Prêmio: “120 battements par minute”, do francês Robin Campillo

Melhor Direção: a americana Sofia Coppola por “O estranho que nós amamos”

Melhor Roteiro: o grego Yorgos Lanthimos por “The killing of a sacred deer”, ‘ex aequo’ com a britânica Lynne Ramsay por “You were never really here”

Prêmio do Júri: “Loveless”, do russo Andrei Zvyagintsev

Melhor Interpretação Feminina: a alemã Diane Kruger por “In the fade”

Melhor Interpretação Masculina: o americano Joaquin Phoenix por “You were never really here”

Prêmio Especial pelo 70º aniversário: a atriz americana Nicole Kidman

Câmera de Ouro: “Jeune Femme”, da francesa Léonor Serraille

Palma de Ouro para curta-metragem: “A Gentle Night”, do chinês Qiu Yang