Um dos grandes ícones do cinema, Doris Day, morre aos 97 anos

/, Cultz, Morte, Séries, Televisão/Um dos grandes ícones do cinema, Doris Day, morre aos 97 anos

Doris Day, atriz e cantora americana, morreu aos 97 anos. Segundo a fundação que leva o nome da artista, ela morreu na manhã desta segunda-feira, 13/05/2019,  em sua casa em Carmel Valley, na Califórnia, cercada por amigos e família.

Doris Mary Ann Kappelhoff nasceu em 1922 na cidade americana de Cincinnati, filha de um professor de música e uma dona de casa. Ela atuou em filmes famosos nos anos 50 e 60, como “Ama-me ou esquece-me” (1955), “Volta meu amor” (1961) e “Confidências à Meia-noite” (1959), pelo qual foi indicada ao Oscar.

Em 1989, ganhou o prêmio especial do Globo de Ouro, chamado Cecil B. DeMille, pela sua carreira. Também venceu três vezes o Globo de Ouro, na categoria atriz favorita do cinema mundial.

Em 2004, foi condecorada pelo então presidente americano George W. Bush com a Medalha Presidencial da Liberdade, a honraria civil mais importante dos EUA.

Com sorriso, simpatia e cabelos loiros, a atriz foi estrela de sucessos de bilheteria.

Começou em uma rádio de sua cidade, ganhou espaço em uma boate local e se mudou para Nova York. Em 1945, lançou seu primeiro hit, “Sentimental Journey”. Depois, vieram sucessos como “Everybody Loves a Lover” e “Secret Love”.

Gravou também para trilhas como a de “O Homem que Sabia Demais” (1956). Além de cantar “Whatever Will Be, Will Be (Que Será, Será)”, atuou no filme dirigido por Alfred Hitchcock.

Doris Day era considera pelos críticos de cinema da época como uma versão alternativa (e um pouco mais “inocente”) de Marilyn Monroe.

Em 1976, lançou uma biografia chamada “Doris Day: Sua própria história”. No livro, contou com detalhes os problemas de dinheiro que teve, após três fins de casamento. Ela contou ter perdido cerca de US$ 20 milhões de sua fortuna. Em 1974, ganhou US$ 22,8 milhões em um processo contra seu ex-empresário e advogado.

“Eu tenho a infeliz reputação de ser a Virgem da América e tudo mais, então eu acho que vou chocar alguns pessoas ao dizer que acredito mesmo que duas pessoas não deveriam se casar antes de viverem juntas”, escreveu. Ela se casou pela quarta vez em 1976, com um empresário chamado Barry Comden.

Após os 24 episódios do programa de TV “The Doris Day Show”, entre 1966 e 1973, ela diminuiu o ritmo da carreira como atriz e cantora. Passou a se dedicar à proteção dos animais, com a criação de uma fundação.

 

Filmografia:

1985Voluntários da FuzarcaEla mesma (imagem de arquivo) (não creditada)

3,1

1968Tem um Homem na Cama da MamãeAbby McClure

3,0

1967CaprichoPatricia Foster

3,1

1963Eu, Ela e a Outra

2,9

1962Carícias de LuxoCathy Timberlake

3,0

1960Já Fomos Tão Felizes

3,0

1958Confidências à Meia-NoiteJan Morrow

3,3

1958Um Amor de Professora

3,1

1956O Homem Que Sabia DemaisJosephine Conway McKenna

3,9

1955Ama-me ou Esquece-meRuth Etting

3,0

1954Corações EnamoradosLaurie Tuttle

3,1

1953Ardida como PimentaCalamity Jane

3,4

1950Êxito FugazJo Jordan

3,1

1948Romance em Alto-MarGeorgia Garrett
2019-05-13T12:03:22-03:00