Sala de Escape é adaptada para receber deficientes 7

Uma das grandes preocupações em grandes centros urbanos e estabelecimentos comerciais. Grande grupo de consumidores, deficientes são ávidos para poderem utilizar serviços e produtos da área da diversão, que sempre foi deficitária no país,

As casa de Escape, febre nas grandes cidades, agora abraça a acessibilidade e se adapta para este grande público. a casa The Escape Game existente na Vila Mariana, bairro da zona Sul de SP, se preocupou com a inclusão, dando acesso a pessoas com deficiência aos divertidos jogos de escape, firmando parceria com Laramara – Associação Brasileira de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual.

Guilherme Robles Junior, sócio proprietário da casa entrou em contato com a Laramara antes mesmo da inauguração, por conta das questões de acessibilidade física que seriam implantadas ainda na fase de construção da casa. Nos primeiros dias de funcionamento, a Laramara fez uma visita técnica e participou da criação da acessibilidade no local, desde a fachada da casa, passando pela recepção, área de eventos e salas temáticas de jogos de escape. Os profissionais da associação deram orientações básicas aos colaboradores sobre como receber e atender pessoas com deficiência em geral.

Para firmar a parceria e ter o aval da Laramara nos jogos, duas pessoas com deficiência visual, um totalmente cego e outro com baixa visão, jogaram com quatro pessoas sem deficiência, nas quatro salas do The Escape Game. Foi um teste para saber se os jogos poderiam ser acessíveis a este público. Na ocasião, as pessoas com deficiência visual disseram que gostaram e se divertiram com os jogos e fizeram algumas observações para a melhoria da acessilibidade, que de pronto foram resolvidas pela direção da casa.

Entre o grupo da Laramara estavam o professor de Orientação e Mobilidade, João Álvaro de Moraes Felippe, que não jogou, mas participou da visita técnica e Renato José Silva, que apresenta um comprometimento parcial da visão e ocupa o cargo de revisor de textos em Braille na Associação.

Além das pessoas com deficiência visual, o The Escape Game proporciona acessibilidade às pessoas com deficiência física que usam cadeira de rodas. Oferece carro escalador, que dá acesso aos cadeirantes a toda área, inclusive externa, rampas e espaço de eventos (150m2), com bar, churrasqueira e cozinha equipada. Das quatro salas temáticas, duas têm acesso a cadeirantes: Roubo a Banco e Agente Secreto. As demais são Drácula e Máquina do Tempo.

Por meio da parceria, pessoas com deficiência podem se divertir com familiares e amigos nos jogos interativos, nos quais o grupo fica trancado em uma sala temática e tem que desvendar enigmas para conseguir a chave da saída.

Os participantes devem se unir para decifrar códigos e descobrir pistas, no tempo máximo de 60 minutos. Cada sala apresenta um cenário bem realista de uma história específica, com passagens secretas e surpresas, o que torna a interação emocionante.

Laramara é uma organização da sociedade civil, que apoia a inclusão educacional e social da pessoa com deficiência visual: as pessoas cegas e com baixa visão, ou pessoas com deficiência múltipla associada à deficiência visual. É um centro de referência que desenvolve um trabalho em parceria com a família, escola, empresas e comunidade em geral para promoção do processo de desenvolvimento da pessoa com deficiência visual, em uma perspectiva sociocultural, assistencial, educativa, psicossocial e ecológica.

Um grupo da entidade Nossa Turma, criada em 1998, com o objetivo de levar lazer e entretenimento às pessoas com deficiência, também jogou no The Escape Game.

15 pessoas, 12 atendidas pela instituição e três monitores, jogaram nas salas Máquina do Tempo e Drácula. “O jogo tem um alto grau de dificuldade. No entanto, no esquema que articulamos com a casa, não colocando limites nas consultas e nas dicas, o jogo acabou sendo bem divertido para todos”, conta Carlos Eduardo Hernández, conhecido como Cal, fundador e responsável pela Nossa Turma.

O objetivo é oferecer lazer, cultura e entretenimento às pessoas com deficiência, focando no trabalho dos distúrbios no processo de desenvolvimento intelectual. A entidade foi criada há 19 anos por Hernández, quando trabalhava como professor em uma instituição especial e percebeu que este público só tinha lazer com a família e não com grupo amigos.

A entidade tem um grupo de monitores de áreas diversas – educadores, fisioterapeutas e psicólogos, entre outros, que atendem cerca de 30 pessoas com algum tipo de deficiência intelectual.

Além dos passeios nos finais de semana, oferece um curso de cinema, sendo que anualmente um filme é finalizado em DVD.

Sala de Escape é adaptada para receber deficientes 8

The Escape Game
As reservas podem ser feitas diretamente no www.theescapegame.com.br, pelo telefone 11 3135-5007 ou, ainda, pelo e-mail: [email protected] O estabelecimento fica na rua Flávio de Melo, 273 – Vila Mariana – São Paulo/SP.Redes sociais -Facebook: The Escape Game BR e Instagram: @tegbrasil.

Sala de Escape é adaptada para receber deficientes 9