O Fórum Cultural e Criativo de Santos celebra 10 anos de atuação e terá programação gratuita de palestras, bate-papos, exposições e intervenções artísticas de 4 a 6 de maio na ETEC Aristóteles Ferreira.

Surgido em 2011 como um “braço” do site CineZen Cultural (inaugurado em 2009), do jornalista André Azenha, sobre cinema, mas que passou a publicar entrevistas biográficas com artistas e produtores culturais de Santos e região e organizar bate-papos e debates culturais em vários pontos da cidade, o Culturalmente Santista, já em 2012, passou a concentrar estes debates numa programação itinerante, transformando-se num fórum cultural e criativo antes da palavra “economia criativa” tornar-se recorrente nos ambientes culturais da Baixada.

A programação consistia em bate-papos segmentados por áreas artísticas (cinema, música, literatura, artes cênicas, artes visuais, produção, etc). Em 2013, já no calendário oficial de Santos, o evento cresceu, ocupando espaços culturais públicos e privados, as rodas de conversa passaram a contar com temas contemporâneos, de acordo com as necessidades e demandas do setor cultural. Também cresceu o número de intervenções artísticas, entre exposições, lançamentos de livros e revistas, filmes, apresentações musicais e de dança. Sempre em consonância com o momento da cultura santista.

O projeto chega a 10 anos tendo reunido mais de 120 profissionais das artes e da cultura na região, alcançado mais de 20 mil pessoas, e com uma programação especial que visa resgatar a tradição da programação cultural nas escolas públicas, que revelaram tantos artistas e talentos na região.

 

DE 4 A 6 DE MAIO

 

Dessa forma, de 4 a 6 de maio acontecerá o Culturalmente Santista – Fórum Cultural e Criativo de Santos 10 anos, com abertura na quarta-feira, 4 de maio, 19h30, no auditório da ETEC Aristóteles Ferreira (Rua Epitácio Pessoa, 466, Aparecida).

Na ocasião, duas personalidades de destaque da cultura da Baixada Santista serão homenageadas, a produtora Juliana Luiz e o maestro Fernando Pompeu, haverá um pocket-show do Broadway Voices, coral cênico que também completa 10 anos em 2022 e cuja trajetória aconteceu em consonância com o Culturalmente, tendo participado várias vezes do evento, e uma palestra sobre Representação da População Negra no cinema, com o professor e escritor Celso Ronald, autor do elogiado livro Tarzan: O Macaco Branco (2020, Cinezen Edições Literárias), sobre a representação do negro nos filmes do famoso personagem. O auditório tem capacidade para 230 pessoas, sendo que metade será reservada a alunos da escola e a outra metade para o público em geral. “O Aristóteles é uma escola de localização estratégica, recebe jovens das nove cidades da região, tem cursos de Eventos, Turismo, Jogos, que dialogam com o Culturalmente Santista e possui um auditório bem estruturado. Somos gratos à diretora Fabiana Golz por receber o projeto”, explica André Azenha.

 

HOMENAGENS

O critério para as homenagens foi a contribuição e pioneirismo para a cultura da região.

 

Fernando Pompeu

 

Bacharel em Música (Piano), pelo CARMUS, onde também fez o curso de Educação Artística com Licenciatura em Artes Cênicas. Pós-graduado em Teatro Brasileiro pela Unisantos. Professor de Canto Coral, Técnica Vocal e Regência. Participou dos grupos CUCAS, Madrigal Ars Viva, Coral Fazendário, Coral Ultrafértil, Coral da COSIPA, Coral Santa Cecília, entre outros. Formou e regeu os corais: da Fundação Lusíada de Santos, e Coral Municipal de Itanhaém, entre outros. Integrante (tenor e chefe de naipe) do Coral Zanzalá (Cubatão), desde 2001, um dos mais prestigiados do país. Fernando trabalhou como regente dos Corais da SECULT de São Vicente de 1999 a 2012. Desde 2013 está como Regente Adjunto do Coral Municipal de Santos. Estudou técnica vocal com: Ulla Wolff, Ivenza Fogli, Martha Herr, Adélia Issa e Lúcia Passos. Fez workshop de canto com o renomado grupo vocal inglês, Swingle Singers. Como maquiador artístico participou de diversos grupos teatrais em Santos e do Galpão do Folias em São Paulo, sendo referência nacional na profissão e pela qual já recebeu homenagens. Está à frente do Broadway Voices Coral Show desde sua fundação, em 2012, como idealizador e Diretor Musical e Artístico e que tem se destacado pelo trabalho pioneiro na região, com apresentações no Culturalmente Santista, Santos Film Fest, Festa, Sesc Santos, Pátio Iporanga, Teatro Guarany, Cais Vila Mathias, Igreja Anglicana, Pinacoteca Benedicto Calixto, Cine Roxy, entre outros.

 

Juliana Luiz

 

Em 2005 interrompeu a sua carreira no Comércio Exterior (sua primeira formação universitária) e iniciou a sua preparação para área cultural, onde obteve sua segunda formação superior (Produção e Direção de Rádio e TV – DRT: 30239), no qual por cinco anos trabalhou na TV (Inicialmente como estagiária na TV Band e na TV da Gente, depois como redatora e produtora executiva na Rede Família de Televisão (Emissora do Grupo Record) e em seguida no SBT como assistente de Produção Executiva, trabalhando diretamente com Marlene Mattos).

Ao sair do SBT em 2010, passou a trabalhar de forma independente na produção geral e produção executiva em diversos Eventos Culturais em São Paulo e na região da Baixada Santista, no qual exigiu a formalização como empresa, surgindo assim a JLS Produções Artísticas.

O seu grande conhecimento na área de Eventos, já a rendeu por duas vezes (2015 e 2016) o convite à ministrar o Curso Básico de Organização de Eventos do SENAC Santos.

Apesar de trabalhar em todas as áreas culturais, o grande forte é o trabalho junto a Música (Foi produtora cultural da Banda Sinfônica de Cubatão e é Diretora Financeira da Associação dos Amigos da Banda Marcial de Cubatão) e especialmente junto a Dança, e isso se deve porque Juliana Luiz tem uma vida pautada na Dança – Ela é formada em Balé Clássico pelo Conservatório Municipal de Cubatão e depois seguiu como bailarina de Moderno, Jazz Dance e Danças Urbanas em diversos grupos da região da Baixada Santista, paralelamente com a carreira em Comércio Exterior. Foi Conselheira de Cultura da Cidade de Cubatão – Segmento Dança (2012-2014). Em 2014 se tornou Cofundadora, Diretora e Produtora Executiva do FIDIFEST – Festival Internacional de Dança, maior e mais importante festival de Dança do litoral paulista, que ocorre anualmente na cidade de Santos, estando inclusive no calendário de eventos oficiais da cidade Em 2015 participou da criação do Festival Cubatão em Dança com o apoio da Prefeitura de Cubatão, e em 2018 reativou o Festival de forma independente. Em setembro de 2016, ajudou a criar a ADALPA – Associação de Dança do Litoral Paulista, onde atuou como Vice-presidente e na gestão atual como Diretora Financeira. Em 2018 iniciou uma nova empreitada na área da Dança, oferecendo através de sua empresa, a assessoria/apoio de Produção de Espetáculos e Festivais de fim de ano de academias de Dança da região da Baixada Santista, um nicho ainda não muito explorado e que rendeu muito trabalho para a sua empresa em 2019. Íntegra as equipes de produção do Santos Film Fest e da Mostra de Cinema Infantil de Cubatão.

 

PALESTRA DE ABERTURA

 

Como tem sido habitual em sua programação, o Culturalmente Santista busca convidar profissionais de fora da região para somarem à programação, promovendo intercâmbio cultural. E nesta edição a abertura contará com a palestra Representação da população negra no cinema, ministrada por Celso Ronald. Doutorando e Mestre em Comunicação Audiovisual pela Universidade Anhembi Morumbi. Especialista no Ensino de Língua Portuguesa e Literatura pela UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Pós-graduado em Gestão Pública pela UNIFESP – Universidade Federal de São Paulo e Especialista em Direito de Família e Sucessões pelo Damásio Educacional. Possui graduação em Letras – Português e Inglês e Respectivas Literaturas pelo Centro Universitário FIEO (2003). Graduado em Direito pela Falc (2017), advogado, membro (secretário) da Comissão de Ação Social e Cidadania OAB – Carapicuíba. Integrante do grupo de pesquisa Diálogos Didáticos de Línguas e Literatura do IFSP. Tem experiência no ensino de Língua Portuguesa, Inglesa, Espanhola e Francesa. Atualmente é Professor Substituto de Língua Portuguesa e Espanhola no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo – Campus São Roque. Foi Docente de Língua Inglesa na Escola de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Anhembi Morumbi. Lecionou na Rede Pública de Ensino do Estado de São Paulo por 8 anos; na rede Municipal de Ensino Osasco por 10 anos; nas escolas de idiomas CCAA por 16 anos e Wizard por 8 anos e tem conhecimento de Libras – Língua Brasileira de Sinais, no nível intermediário. Palestrou sobre Tarzan no Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos, em 2021.

 

LIVRO

 

Ainda na abertura será lançado o livro Culturalmente Santista 10 anos, com o histórico do projeto e algumas das principais entrevistas biográficas publicadas no site: com artistas como Zéllus Machado, Wagner Parra, Argemiro Antunes (o Miro), Johnny Hansen, que já faleceram e foram figuras importantes da cultura regional, com Fernando Pompeu, e uma inédita com Juliana Luiz, registrando as histórias dos dois homenageados.

 

PINTURA

 

A pintura que está na capa do livro, bem como nos cartazes do evento são do artista plástico Waldemar Lopes e representam o olhar de Santos para o mundo, através do mar, bem como Santos sendo porta de entrada deste mesmo mundo, na entrada do canal do Estuário que leva ao Porto de Santos.

 

PROGRAMAÇÃO

 

Esta edição ainda contará com duas exposições, uma sobre os 10 anos do Culturalmente Santista, com inauguração no dia 4 de maio, 19h, reunindo imagens de todas as edições e eventos realizados pelo projeto, e a mostra Culturalmente Santista 10 Anos – Nossos Personagens em Santos, com inauguração dia 5 de maio, 18h30, e desenhos da equipe do Dym Art Studio, do quadrinista Denis Dym Freitas, retratando personagens da cultura pop (entre heróis, séries, desenhos animados, filmes) em pontos turísticos e culturais de Santos. Também haverá uma feira criativa, na qual artistas e artesãos poderão participar gratuitamente após seleção feita pela equipe do evento, e vender seus produtos e obras de arte. Na sexta, 6 de maio, haverá intervenção artística do DuoLoFi + Maurão Dubkilla. Entre os debates, vale ressaltar Mulheres na Política e a Cultura, com as vereadoras Audrey Kleys, Debora Camilo, Telma de Souza e a vice-prefeira Renata Bravo, dia 5 de maio, 9h30. E com o secretário de cultura de Santos Rafael |Leal, no encerramento, 6 de maio, 19h30. Temas como Jovens Grandes Festivais, Gastronomia e a Cultura, Pioneiros da Cultura Geek, entre outros, integrarão a programação.

 

04/05, quarta-feira

19h30 – Cerimonial de abertura
Homenagens a dois profissionais de destaque da cultura na região (surpresa)
Lançamento do livro Culturalmente Santista 10 anos

Pocket-show do coral cênico Broadway Voices, que completa 10 anos em 2022
Palestra Representação da população negra no cinema, com o escritor e professor Celso Ronald

05/05, quinta-feira

– 8h15 – Pioneiros da Cultura Geek, com o professor Alexandre Valença Alves Barbosa (Bar), dos primeiros a ter coluna especializada no tema, e Fabio Gomes Ribeiro (Santos Comic Expo e que foi da HQM, primeiro a vencer o troféu HQ Mix em Santos junto de Rogério Vieira de Simone)
– 9h30 – Mulheres na política e cultura, com as vereadoras Audrey Kleys, Débora Camilo, Telma de Souza e a vice-prefeita Renata Bravo. Mediação: Bárbara Farias.
– 14h – Ensino da arte, com Marcia Okida, Wanderley Camargo, Alexandre Felipe Gomes e Denis Dym
– 16h – Jovens grandes festivais, com representantes do Santos Film Fest (Paula Azenha), FIDIFEST (Juliana Luiz) e Santos Comic Expo (Renatinho Santos)
– 19h – Leis de incentivo à cultura e editais, palestra com Leandro Taveira, o “Papa do Proac”
– 21h15 – Youtubers, com equipe Caiçaras Podcast (Diego e Danilo), Alex Frutuoso, Anderson Firmino e Ademir Quintino

06/05, sexta-feira

– 8h15- Jornalismo Cultural e Influencers Culturais, com Lucas Krempel (Santa Portal e Blog n Roll), Wladimyr Cruz (Zona Punk) e Romenighi
– 9h30 – Gamers, com Rodiney Assunção
– 14h – Gastronomia e cultura, com Paulo Bakhos, do Restaurante Beduíno
16h – Grandes artistas plásticos de Santos, palestra com Waldemar Lopes
– 18h – Happy hour com DuoLofi e Maurão Dubkilla
– 19h30 – Bate-papo Gestão da Cultura no Poder Público, com o secretário de cultura de Santos Rafael Leal. Mediação: Ronaldo Vaio.

 

O Culturalmente Santista – Fórum Cultural e Criativo de Santos é produzido pelo Instituto Cinezen Cultural a partir de recursos da Secretaria Municipal de Cultura e emenda parlamentar da vereadora Telma de Souza. Conta com apoios da ETEC Aristóteles Ferreira), cursos de Publicidade e Propaganda da Unisantos, Multimídia da Unisanta, Novotel, Restaurante Beduíno, Padaria Nova Princesa e Gardênia Flores. É idealizado pelo jornalista e produtor André Azenha e dirigido por André e Paula Azenha. Outras informações em www.culturalmentesantista.com, www.facebook.com/culturalmentesantista, www.youtube.com/culturalmentesantos e www.instagram.com/culturalmentesantista.

 

HISTÓRICO DO CULTURALMENTE SANTISTA

O CulturalMente Santista – Fórum Cultural e Criativo de Santos é um evento pioneiro na Baixada Santista, presente no Calendário Oficial do município pela Lei 3.142 ao reunir atividades como rodas de conversa, workshops e debates das mais variadas vertentes artísticas da região da Baixada Santista – promove a economia criativa quando o termo ainda não era tão difundido.

Seu surgimento tem origem nos debates promovidos pelo projeto CineZen Cultural, surgido em 2009, e que ocupavam diferentes espaços culturais de Santos. Em 2011, foi criado o site CulturalMente Santista, que publicou mais de 50 entrevistas biográficas com artistas e agentes culturais da região, sendo um espaço que publicou as últimas grandes entrevistas de profissionais da cultura como Zellus Machado, Wagner Parra, Argemiro Antunes (Miro), Hansen (vocalista do Harry), tornando-se um espaço virtual de resgate histórico e preservação da memória santista. O evento foi um desdobramento do site e teve início em 2012. Desde então, reuniu mais de 500 profissionais da cultura direta e indiretamente e atingiu mais de 100 mil pessoas.

 

PROFISSIONAIS DA CULTURA DA REGIÃO QUE JÁ PARTICIPARAM DO PROJETO

Ao menos 125 profissionais da cultura, entre artistas, produtores e jornalistas da área. Se levarmos em consideração as bandas, esse número aumenta. Ademir Demarchi (escritor, Revista Babel), Adilson Felix (fotógrafo), Alexandre Valença Alves Barbosa (professor, desenhista), Ana Akaui (artista plástica), André Reis (professor), Angélica Evangelista (dançarina), Banda Cigarra Elétrica, Banda Marcial de Cubatão, Banda Querô, Banda Sidarta, Banda Strada8Zero, Broadway Voices (coral cênico), Caio Bosco (músico), Camila Genaro (contadora de histórias), Carla Mariani (cantora), Carla Zomignani (jornalista, A Tribuna), Carlos Gama (escritor), Carlos Oliveira (cineasta), Carlota Cafieiro (jornalista, A Tribuna), Carol Bezerra (atriz), Célia Cristina Teixeira (curadora), Célia Faustino (dançarina), Chico Lobo (artista plástico), Chico Marques (comentarista musical), Claudia Alonso (atriz, Grupo Orgona, ONG TAMTAM), Claudia Brino (escritora, editora Costelas Felinas), Claudia Lemes (escritora), Claudio Roberto Basílio (colecionador, produtor, Santos Comic Expo), Colante (artista plástico, Coletivo Teremin (banda musical), Danilo Nunes (músico), Debora Gozzoli (musicista), Delson Matos Gomes (cineasta), Denise Covas (colunista Boqnews), Dino Menezes (cineasta), DJ Bakka, DJ Lufer (Fuuráfrica), DJ Mamuth (Muito Prazer, Meu Nome é Hip Hop!), DJ Mascate, Eduardo Ferreira (cineasta), Eduardo Lacerda (editoras Patuá e Amavisse), Emílio Baraçal (quadrinista), Eugênio Martins Junior (produtor), Fabiano Keller (cineasta), Fabião Nunes (à época secretário de cultura de Santos), Fabio Gomes Ribeiro (colecionador, produtor Santos Comic Expo), Fabrício Lopez (artista plástico), Fixxa (artista plástica), Flavia Saad (jornalista, Juicy Santos), Flavio Viegas Amoreira (escritor), Gigi Fernandes (atriz), Gustavo Klein (jornalista), Ineide di Renzo (jornalista, à época em A Tribuna), Jamir Lopes (produtor), José Consani (amestro), José Luiz Tahan (Livraria Realejo e Tarrafa Literária), José Roberto Torero (escritor), José Virgílio Leal de Figueiredo (presidente Instituto Arte no Dique, Jota Amaral (músico, Lobo Estúdio), Julinho Bittencout (músico), Julio Mad (rapper), Junior Brassalotti (produtor Curta Santos), Leonardo Nicoletti (programador Sesc), Lincoln Sapada (jornalista), Lourimar Vieira (coordenador Teatro do Kaos), Luiz Claudio de Santos (músico), Luiz Fernando Almeida (ator), Luiz Fernando Alves Lima (produtor musical), Madô Martins (escritora), Manoel Herzog (escritor), Marcelo Rayel , Marcia Okida, Marcio Barreto, Marcio Callegaro, Marcio de Souza (à época coordenador do Teeatro Guarany), Marco Santana (editor Jornal da Orla), Marcos Canduta (músico), Marcos Piffer (fotógrafo, revista Guaiaó), Marcus Vinicius Batista (jornalista, editora Ateliê das Palavras), Maria Tornatore (diretora teatral), Michel Pereira (Torto MPBar), Milton Medusa (músico), Miriam Vieira (diretora teatral), Nailse Machado (maestrina), Nara Assunção (jornalista, à época no Boqnews), Nívio Mota (à época coordenador dos cinemas municipais de Santos), Orlando Rodrigues (produtor, Muito Prazer, Meu nome é Hip Hop!), Paulo Ramos (músico), Pedro Norato (produtor FESCETE), Platão Capurro (ator), Preta Rara (rapper), Rafa Paulino (loja Blaster), Rafael Ponzio (fotógrafo). Regina Alonso (escritora), Renatinho Santos (colecionador, produtor Santos Comic Expo), Renato di Renzo (dramaturgo, diretor, Grupo Orgona e ONG TAMTAM), Ricardo Prado (jornalista), Ricardo Vasconcellos (produtor), Rodney Nunes (rapper), Rodrigo Simonsen (Editora Simonsen), Rogério Baraquet (músico), Rogério Vieira (colecionador, produtor Santos Comic Expo), Rubens Ewald Filho (crítico de cinema), Samuel Castro (cineasta), Sidney Herzog (artista circense), Sidney Sanctus (escritor), Silvio Luiz (programador Sesc), Suzane Frutuoso (jornalista), Tammy Weiss (coordenadora Instituto Querô), Tarso Ramos (músico), Téo Ruiz (músico), Thalita Afonso (produtora audiovisual, Instituto Querô), Theo Cancello (músico), Toninho Campos (Cine Roxy), Valdir Alvarenga (escritor, Revista Mirante), Vébis Junior (cineasta, Mostra Comodoro), Vieira Vivo (escritor, editora Costelas Felinas), Vinicius Carlos Vieira (jornalista), Viviane de Almeida (escritora), Wagner Parra (DJ, Vitrolada), Waldemar Lopes (artista plástico), Xandra Hoplin (musicista), Zerobeto Freire (músico).

 

LOCAIS QUE JÁ RECEBERAM ATIVIDADES DO CULTURALMENTE SANTISTA

Teatro Municipal, Teatro Guarany, Cine Roxy 5, Cine Roxy 4, Museu da Imagem e do Som de Santos, Instituto Arte no Dique, Associação Projeto TAMTAM, Instituto Querô, Ao Café, Cafeteria Millor, Gibiteca Municipal Marcel Rodrigues Paes, Shopping Pátio Iporanga, Cine Arte Posto 4, Almanaque Bar, Livrarias Realejo e Porto das Letras, Pinacoteca Benedicto Calixto, Open House Idiomas, The House Coworking, Centro Comunitário do BNH, Cine ZN, Teatro do Sesc Santos, Comedoria do Sesc Santos, Oca do Sesc Santos, Auditório do Sesc Santos, Lobo Estúdio, entre outros.

 

RELEVÂNCIA

Através de um evento que abrange múltiplos segmentos artísticos, o Culturalmente Santista – Fórum Cultural e Criativo de Santos busca conectar e valorizar diferentes linguagens simbólicas fortalecendo suas crenças e práticas. A programação gratuita busca democratizar o acesso à cultura para consolidar o direito a ela. E através da contratação de profissionais do segmento cultural busca-se dinamizar e impulsionar a economia local, incentivando a difusão e circulação dos conhecimentos e bens culturais, integrando e conectando projetos, ações e pessoas. O objetivo é reunir artistas da música, do audiovisual, do teatro, da literatura, da dança, da cultura geek, coordenadores de ONGs e instituições que trabalham a cultura como agente inclusivo, diretores de festivais que movimentam a cultura e o turismo da região, promover o intercâmbio tanto entre estes setores como entre artistas locais e de fora, contribuindo para o impulsionamento da cadeia produtiva local, sua divulgação, e reflexão sobre o momento e perspectivas da área. Toda a programação é gratuita.

Além das edições anuais do Culturalmente Santista, o projeto promoveu o Culturalmente Santista: Meio Musical, com debates no Lobo Estúdio, e o Culturalmente Santista em Quadrinhos, registrando entrevistas biográficas ao vivo na Gibiteca Municipal Marcel Rodrigues Paes e integrou a programação da Virada Cultural em 2015.

 

PERFIL DO PÚBLICO ALVO

A programação é diversificada e busca atingir todas as faixas de público e interesses culturais. De crianças a idosos, todos os gêneros, interessados em arte, cultura, educação, história, estudantes de ensino fundamental, médio, superior, professores, arte-educadores, leitores, cinéfilos, amantes das artes e do entretenimento em geral.

 

REGISTRO AUDIOVISUAL DE EDIÇÕES ANTERIORES

2ª edição: https://www.youtube.com/watch?v=XqqwujHRkWw&t=41s
3º edição: https://www.youtube.com/watch?v=nGcyKYneuRg

4ª edição: https://www.youtube.com/watch?v=UDzGfMJ9rfg
5º edição: https://www.youtube.com/watch?v=LVozyAX0lZ8
6º edição: https://www.youtube.com/watch?v=ezZcpg2MIZg