Criado para valorizar e disseminar boas práticas na área de Educação pelo Brasil, o Prêmio Educador Nota 10 chega a sua 20ª edição em 2017.

Iniciativa mais longeva na área, a premiação deste ano receberá inscrições entre os dias 1º de maio e 12 de junho, através do site www.educadornota10.org.br. Ao longo de sua história, o Educador Nota 10 já contemplou 211 profissionais, entre professores e gestores escolares, com prêmios que somam R$ 2,4 milhões. O Prêmio é uma iniciativa da Globo e do Grupo Abril, organizado pela Fundação Victor Civita em parceria com a Fundação Roberto Marinho, com apoio da Associação Nova Escola e patrocínio da Fundação Lemann, Somos Educação e Faber Castell.

Podem se inscrever gestores educacionais e professores da Educação Infantil, do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental (incluindo Educação de Jovens e Adultos – EJA). A edição deste ano estará aberta também a educadores do Ensino Médio, do 1º ao 3º ano. Desde a criação do Prêmio, em 1998, já foram inscritos mais de 56 mil projetos. Os trabalhos inscritos devem ter sido realizados no ano letivo de 2016 ou terminar até o final do primeiro semestre de 2017. Todos eles precisam ser comprovados, caso seja solicitado.

Uma comissão indicada pela organização do Prêmio selecionará 50 projetos finalistas, de onde sairão os 10 vencedores de 2017. Os 50 finalistas ganharão uma assinatura anual do site NOVA ESCOLA CLUBE, com acesso às revistas NOVA ESCOLA e GESTÃO ESCOLAR digitais. Já os 10 vencedores receberão R$ 15 mil cada um e um vale-presente de R$ 1 mil para a escola onde o projeto foi aplicado. O Educador do Ano será premiado com mais R$ 15 mil e um vale-presente de R$ 5 mil para a escola onde trabalha.

Ao longo dos 20 anos, São Paulo foi o estado que mais inscreveu professores (foram 15.311) na história do Prêmio Educador Nota 10, seguido por Minas Gerais (6.259), Paraná (5.095), Rio Grande do Sul (4.059), Santa Catarina (3.976) e Rio de Janeiro (3.310). O principal perfil de inscritos é de professoras de escolas públicas do sexo feminino, com pós-graduação: são 19.865 contra 17.141 com ensino superior completo. O levantamento foi feito pela Fundação Victor Civita.

O edital completo está disponível no site do Prêmio: www.educadornota10.org.br. O prazo de inscrições vai até 12 de junho.

Tragédia do Rio Doce inspirou Educador do Ano de 2016

Um projeto pensado a partir de um acidente ambiental – a contaminação do Rio Doce após o rompimento da barragem de Mariana – foi o grande vencedor da premiação de 2016. O professor capixaba Wemerson da Silva Nogueira, de 25 anos, desenvolveu uma metodologia para que seus alunos entendessem melhor a tabela periódica a partir da análise de mostras da água colhidas em diferentes pontos do rio. Ele e sua turma também desenvolveram um filtro para melhor a qualidade da água em comunidades que vivem em regiões contaminadas.

Este ano, Wemerson foi o único brasileiro entre os 10 finalistas do Global Teacher Prize, uma espécie de Nobel da Educação, entregue em março, em Dubai.

Em 2016, a 19ª edição do Educador Nota 10 registrou 4.221 inscrições, número 16% maior que o de inscritos em 2015 e o maior desde 2008.