O GRAACC (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer), em parceria com a agência Olgivy Brasil, idealizou a campanha “Carequinhas”. A ação mostra personagens infantis brasileiros, como os da Turma da Mônica, em versões sem cabelo, para combater o preconceito e mostrar a todos que a criança com câncer deve ser tratada como qualquer outra, independente se ela tem cabelo ou não.

Segundo a instituição, a iniciativa alcançou cerca de 120 milhões de pessoas, conquistando 91% de aprovação do público na internet. Com esse resultado, uma nova etapa foi lançada: a internacionalização do projeto.

Abril é o Mês Internacional de Combate ao Câncer, e novos personagens de diferentes países ficaram carequinhas para apoiar a causa: Popeye e Olivia Palito, Snoopy, Hello Kitty, os pássaros do filme “Rio 2” e Garfield foram alguns deles.

Para ampliar a campanha globalmente, um site foi lançado para o público conhecer todo o conteúdo do projeto (www.baldcartoons.com). Na página, é possível ver vídeos e baixar pôsteres, além de escolher o avatar de um dos personagens participantes para espalhar o bem nas redes sociais.

Com o movimento Carequinhas, o GRAACC também quer chamar a atenção para o fato de que hoje as chances de cura do câncer infantil são de cerca de 70%, quando o problema é detectado precocemente e tratado de forma adequada.

Personagens infantis ficam carecas para ajudar a combater o preconceito