Um dos maiores colecionadores do mundo, principalmente de peças focadas no Batman, Marcio Escoteiro, faleceu na noite de 29/05/2020, em sua casa, no Rio de Janeiro, vítima de depressão.

­Perdemos um dos maiores colecionadores do mundo, o grande Márcio Escoteiro 3

Marcio Marques foi um cara simples, caseiro, adora justiça, por isso escolheu a carreira de advogado e mora na zona norte do Rio de Janeiro, aonde foi criado.

Maior colecionador de Batman do Brasil, com reconhecimento internacional do fato, por pessoas como Brad Lautner (integrante do Guiness como o maior colecionador do mundo).

Marcio sempre teve brinquedos e revistas do Batman, desde criança, e os manteve mesmo depois que se mudou para o norte do país.

O primeiro item que se recorda foram os bonecos da Gulliver de borracha que comprou na época em que foram lançados e que conseguiu manter somente o Batman.

Sua coleção é composta por qualquer coisa que tenha a ver com Batman, com de mais ou menos 6 a 7.000 itens ligados ao personagem.

Um dos destaques que era o favorito era o boneco vestido de Batman dos Super Amigos da Gullier que está com a bat-corda original.

Marcio sempre foi fascinado por morcegos, fã de quadrinhos, em especial da Disney,

Um de seus preferidos era o Morcego Vermelho, que sempre gostou de desenhar.

Seu hobby virou uma ocupação séria em 1988, com a febre que a graphic novel de Frank Miller, “The Dark Knight Returns” trouxe, passando a frequentar lojas de quadrinhos mais assiduamente.

Sua coleção, que passou a crescer significativamente, tem itens raros, como o primeiro item colecionável vendido pela National Periodical (futura DC Comics) de 1944, transfers para se colocar em papel. Além da primeira aparição do Batman no Brasil (Revista Lobinho de 07/11/1940).

No seu apartamento do Rio, ele manteve sua imensa coleção, ocupando quartos e corredores.

Marcio indicava a colecionadores pars iniciar a coleção por coisas fáceis, e que não é preciso ter tudo, para não acumular, ser um curador da coleção.

Tinha predileção pelo Batman da Era de Ouro, pelas histórias do Bill Finger e pelo desenho do Bob Kane.

Marcio Escoteiro foi um grande colecionador, uma pessoa muito reconhecida e influente no meio, com amizades pessoais com autores como Frank Miller e Neal Adams, permitindo a ele podercriar, junto ao Ivan Freitas da Costa, a exposição Batman 80, com suas peças pessoais.

Este foi Marcio Escoteiro, um grande fã do Homem Morcego, pessoa sensível e boníssima, o qual tive o prazer de conhecer!

As informações contidas neste texto foram obtidas em diversas entrevistas e perfis, como do site Terraverso, e de declarações do próprio Marcio Escoteiro.