PaperFreak da semana – Godzilla

/, Cultz, Paperfreak/PaperFreak da semana – Godzilla

Os paper toys existem há vários séculos, nascendo com a arte dos Origami (or-i-GA-me). A palavra baseada nas palavras Japonesa Ori (dobrar) e Kami (papel).

Os paper toys do presente existem por todo o mundo criados por designers gráficos que buscam mais suportes para aplicar as suas criações.

Os paper toys são urbanos mas não só, recriam personalidades conhecidas e fazem nascer da imaginação dos seus criadores personagens novas, sejam pessoas, animais, seres alienados, a imaginação é o limite…

O PaperFreak desta semana é o Godzilla…Bom divertimento!

Clique aqui para baixar seu PaperFreak :PaperFreak da semana – Godzilla

Godzilla (Gojira ou ゴジラ no original em japonês) é um monstro gigante fictício interpretado por um ator fantasiado (suitmation) que apareceu em filmes japoneses. Ele foi visto pela primeira vez em 1954 no filme “Godzilla”, produzido pela Toho Film Company Ltd. Até o momento, Toho produziu 28 filmes sobre Godzilla. Em 1998, a TriStar Pictures produziu uma nova versão situada na cidade de Nova Iorque, com o monstro redesenhado e chamado de Zilla. Godzilla foi uma criação do produtor Tomoyuki Tanaka, do diretor Ishiro Honda, do mago dos efeitos Eiji Tsuburaya (que mais tarde viria a ser o pai da família Ultra), e do compositor Akira Ifukube.

Godzilla é a personificação do medo das armas nucleares. Criado por uma explosão nuclear, seu imenso tamanho, força, terror e destruição evoca a fúria das bombas atômicas soltadas em Hiroshima e Nagasaki. No transcorrer da série, o grande monstro se desenvolveu como um personagem com características de um vilão ou às vezes como herói.

Para muitas pessoas em todo o mundo, Godzilla é um aspecto característico da cultura popular japonesa. Ele ainda é um dos monstros mais reconhecidos no mundo, apesar da sua popularidade ter enfraquecido ao longo dos anos. Godzilla remanesce como uma importante faceta dos filmes japoneses incorporando “kaiju”, ou monstro gigante, no gênero tokusatsu.

Nos filmes japoneses, Godzilla é retratado como um dinossauro gigante com escamas cinzas e ásperas, um poderoso rabo e várias barbatanas dorsais. Sua origem varia de um filme para o outro, mas é quase sempre descrito como uma criatura pré-histórica e seus primeiros ataques ao Japão têm ligações com o início da Era Atômica. Em particular, a mutação causada por radiação atômica—fúria liberada pelo homem dividindo os átomos—é apresentada como uma explicação para seu grande tamanho e poderes estranhos. A aparência de Godzilla foi inspirada por várias espécies de dinossauros. Especificamente, ele tem o corpo de um tiranossauro, os longos braços de um iguanodonte e as barbatanas dorsais de um estegossauro.

Godzilla chegou nos EUA pela primeira vez em 1956 no filme “Godzilla, o Rei dos Monstros”, uma americanização do original “Godzilla” no qual novo roteiro e novas cenas estreladas por Raymond Burr como o repórter Steve Martin foram acrescentados, criando-se um antecedente que seria feito anos mais tarde com produções da Saban Entertainment “Power Rangers” e “Masked Rider”.

 

 

2019-07-28T21:15:15-03:00