A Academia de Artes e Ciências Cinematográfica de Hollywood, responsável pela cerimônia do Oscar, anunciou que nesta edição haverá terá um tributo ao aniversário de 50 anos da franquia James Bond,em 2013.

Os produtores da cinesérie, Craig Zadan e Neil Meron, ressaltaram que desde o início com O Satânico Dr. No  em 1962, os filmes do 007 se tornaram uma das mais duradouras franquias cinematográficas da história, além de ser um fenômeno global.

Operação Skyfall, o 23º e atual filme da franquia Bond, quebrou a barreira de US$1 bilhão de bilheteria mundial, chegando à primeira posição entre os filmes sobre o agente 007 e 14ª entre todos os longas-metragem a atingirem esta marca.

Oscar 2013 homenageia os 50 anos de James Bond

A cerimônia de premiação do Oscar, que será apresentada por Seth MacFarlane  (criador de Uma Família da Pesada e American Dad), acontecerá em 24 de fevereiro de 2013.

A Metro-Goldwyn-Mayer Studios e a Fox Home Entertainment comemoraram o aniversário de ouro de James Bond com o lançamento de Bond 50, a experiência completa com os 22 filmes juntos, pela primeira vez em blu-ray, em box para colecionador.

Bond 50 é a estreia de 9 filmes de James Bond não disponíveis anteriormente em alta definição, além de mais de 122 horas de extras.

Oscar 2013 homenageia os 50 anos de James Bond

James Bond, também conhecido pelo código 007, é um agente secreto fictício do serviço de espionagem britânico MI-6, criado pelo escritor Ian Fleming em 1953.

O personagem foi apresentado ao público em livros de bolso na década de 1950, com a novela Casino Royale, tornando-se um sucesso de venda e popularidade entre os britânicos e, logo a seguir, entre os países de língua inglesa. Na década seguinte, os livros viraram uma grande franquia no cinema, a mais duradora e bem sucedida financeiramente, com um total de vinte e três filmes oficiais, começando com O Satânico Dr. No, em 1962.[1] .

Ian Fleming tirou o nome ‘James Bond’ do autor de um livro predileto de sua esposa sobre ornitologia, Birds of the West Indies,[2] e escreveu doze livros e dois contos sobre ele, antes de morrer, em 1964.[3] Após sua morte, outros livros subsequentes foram escritos por Kingsley Amis e Raymond Benson, entre outros.

O personagem já foi tema de um seriado de televisão nos Estados Unidos antes de chegar aos cinemas, e de dois filmes independentes, à parte dos feitos pela produtora oficial EON Productions, detentora dos direitos para as telas das histórias do espião, desde o acordo feito por Harry Saltzman e Albert Broccoli – produtores originais da série – com Fleming, no início da década de 60. Hoje a produtora é dirigida pela filha e pelo enteado de Broccoli. Bond também apareceu em quadrinhos, videojogos, e se tornou alvo de muitas paródias.

Hoje, todos 22 filmes oficiais do agente James Bond, arrecadaram $5.089.726.104 dólares em bilheterias, se tornando a segunda franquia mais lucrativa de todos os tempos, perdendo apenas para Harry Potter.