Terry Jones, membro do grupo Monty Phyton, morreu na última terça-feira, 21/01/2020, , aos 77 anos, segundo informações da BBC

Morre Terry Jones, um dos fundadores do Monty Python, aos 77 anos 3

­

Jones enfrentava um sério quadro de FTD, um raro tipo de demência. Em 2016, Jones e sua família revelaram que ele já convivia há um ano com a doença.

Jones enfrentava um sério quadro de FTD, um raro tipo de demência. Em 2016, Jones e sua família revelaram que ele já convivia há um ano com a doença.

“Seu trabalho com o Monty Python, seus livros, filmes, programas de televisão, poemas e outras obras viverão para sempre, um legado apropriado de um verdadeiro polímata”. expressou a família.

Durante entrevista em 2019, Terry Gilliam, um dos membros da trupe, já havia explicado que uma nova reunião não aconteceria em virtude dos problemas de saúde de Terry Jones. Gilliam falou sobre a doença do ex-colega e explicou que Jones não conseguia mais andar e nem falar.

“Não existe chance de nos reunirmos mais uma vez. Só quatro de nós permanecem funcionais. Isso não é o Python“, disse Gilliam à época.

Terry Jones era ator, roteirista, diretor e um dos fundadores do Monty Python em 1969, junto com Graham Chapman, John Cleese, Terry Gilliam, Eric Idle, e Michael Palin. Ele é muito lembrado pelos seus papéis de mulheres de meia-idade (como a mãe do Brian em A Vida de Brian) e o odiado “Homem na Tua”. Terry Jones escrevia esquetes em parceria com Michael Palin.

Jones dirigiu todos os filmes do grupo de comédia inglês e atuou ao lado dos membros remanescentes numa apresentação ao vivo em 2014,  intitulada Monty Python Live (Mostly): One Down, Five to Go, algo como Monty Python (Quase) Vivo: Um Já Foi, Faltam Cinco, em tradução livre.

A obra completa do Monty Python está disponível na Netflix, incluindo os filmes A Vida de Brian, Monty Python e o Cálice Sagrado e O Sentido da Vida.