O ator James Rebhorn morreu em casa, aos 65 anos, na sexta-feira, 21/03/2014.

Ator muito prolixo, interpretou vários papéis, e era reconhecido recentemente por interpretar o pai de Carrie na série Homeland. Rebhorn também atuou nas séries Law & Order e The Third Watch.

Gigantes de Aço e A Estranha Vida de Timothy Green foram seus últimos filmes.

James Robert Rebhorn  nasceu na Filadélfia, Pensilvânia, em 1º de Setembro de 1948 e faleceu em 21 de Março de 2014.

Nascido em Filadélfia, Pensilvânia, Rebhorn mudou-se para Anderson, Indiana quando criança. Devoto Luterano, estudou ciência política na Universidade Wittenberg em Springfield, Ohio. Richard S. Huffman foi um dos seus instrutores e dirigiu-o em um papel principal em Lisístrata de Aristófanes. Enquanto estava lá, foi membro da fraternidade Lambda Chi Alpha. Depois de se formar em 1970, Rebhorn mudou-se para Nova Iorque, onde fez um mestrado em Belas Artes em atuação na Escola de Artes da Universidade Columbia e ingressou na cena teatral metropolitana. Morreu em sua casa em 21 de março de 2014, aos 65 anos.

  Morre o ator James Rebhorn

O ator, diagnosticado com  melanoma em 1992, chegou a escrever seu proprio obituário.

“James Robert Rebhorn was born on Sept. 1, 1948, in Philadelphia, PA. His mother, Ardell Frances Rebhorn, nee Hoch, loved him very much and supported all his dreams. She taught him the value of good manners and courtesy, and that hospitality is no small thing. His father, James Harry Rebhorn, was no less devoted to him. From him, Jim learned that there is no excuse for poor craftsmanship. A job well done rarely takes more or less time than a job poorly done. They gave him his faith and wisely encouraged him to stay in touch with God.

He is survived by his sister, Janice Barbara Galbraith, of Myrtle Beach, SC. She was his friend, his confidant, and, more often than either of them would like to admit, his bridge over troubled waters.

He is also survived by his wife, Rebecca Fulton Linn, and his two daughters, Emma Rebecca Rebhorn and Hannah Linn Rebhorn. They anchored his life and gave him the freedom to live it. Without them, always at the center of his being, his life would have been little more than a vapor. Rebecca loved him with all his flaws, and in her the concept of ceaseless love could find no better example.

His children made him immensely proud. Their dedication to improving our species and making the world a better place gave him hope for the future. They deal with grief differently, and they should each manage it as they see fit. He hopes, however, that they will grieve his passing only as long as necessary. They have much good work to do, and they should get busy doing it. Time is flying by. His son-in-law, Ben, also survives him. Jim loved Ben, who was as a son to Jim, especially through these last months.

His aunts Jean, Dorothy and Florence, numerous cousins and their families, and many devoted friends also survive Jim. He loved them all, and he knows they loved him.

Jim received his BA at Wittenberg University and his MFA at Columbia. He was a member of Lambda Chi Alpha Nu Zeta 624, a life-long Lutheran, and a longtime member of both the AMC and ACLU.

Jim was fortunate enough to earn his living doing what he loved. He was a professional actor. His unions were always there for him, and he will remain forever grateful for the benefits he gained as a result of the union struggle. Without his exceptional teachers and the representation of the best agents in the business, he wouldn’t have had much of a career. He was a lucky man in every way.”

–Jim Rebhorn, March 2014

(

James Rebhorn Robert nasceu no dia 01 de setembro de 1948 , na Filadélfia , PA. Sua mãe, Frances Ardell Rebhorn , o amava muito e apoiou todos os seus sonhos. Ela ensinou-lhe o valor de boas maneiras e cortesia, e que a hospitalidade não é pouca coisa . Seu pai, James Rebhorn Harry , não era menos dedicado a ele. A partir dele , Jim aprendeu que não há desculpa para a má criação. Um trabalho bem feito raramente leva mais ou menos tempo do que um trabalho mal feito . Deram-lhe a sua fé e sabiamente o encorajou a ficar em contato com Deus.

Ele deixa sua irmã, Barbara Janice Galbraith, de Myrtle Beach , SC. Ela era sua amiga, sua confidente , e , mais frequentemente do que qualquer um deles gostaria de admitir , sua ponte sobre águas turbulentas .

Ele também deixou esposa , Rebecca Fulton Linn, e suas duas filhas , Emma Rebecca Rebhorn e Hannah Linn Rebhorn . Elas ancoraram sua vida e deram-lhe a liberdade de vivê-la. Sem eles, sempre no centro de seu ser, sua vida teria sido pouco mais do que um vapor. Rebecca amava com todas as suas falhas, e nela o conceito de amor incessante poderia encontrar melhor exemplo .

Seus filhos o fizeram imensamente orgulhoso . Sua dedicação para melhorar a nossa espécie e fazer do mundo um lugar melhor lhe deu esperança para o futuro . Eles lidam com a dor de forma diferente , e cada um deve gerenciá-lo como entenderem . Ele espera , no entanto, que eles vão lamentar a sua morte apenas enquanto for necessário . Eles têm muito bom trabalho a fazer, e eles devem ter ocupado fazendo isso. O tempo está voando. Seu filho -de-lei , Ben , também sobrevive a ele . Jim amava Ben , que era como um filho para Jim , especialmente nesses últimos meses.

Seus tios Jean, Dorothy e Florença , vários primos e suas famílias , e muitos amigos devotados também sobreviver Jim. Ele amava a todos, e ele sabe que o amava.

Jim recebeu seu BA da Universidade de Wittenberg e seu MFA na Columbia. Ele era um membro da Lambda Chi Alpha Zeta Nu 624, um luterano longo da vida , e um membro de longa data , tanto da AMC e ACLU .

Jim teve a sorte de ganhar a vida fazendo o que amava . Ele era um ator profissional. Seus sindicatos estavam sempre lá para ele, e ele permanecerá para sempre grato pelos benefícios que ele ganhou como resultado da luta sindical. Sem seus professores excepcionais e à representação dos melhores agentes no negócio, ele não teria tido muito de uma carreira. Ele era um homem de sorte em todos os sentidos .

 

– Jim Rebhorn , março 2014)