Exposição “Sentir prá Ver” traz 14 obras da Pinacoteca reproduzidas em relevo, maquetes táteis, extratos sonoros, jogos associativos e audiodescrição; participantes serão vendados e serão estimulados a usar outros sentidos

Entre os dias 8 de abril e 26 de junho, o Memorial da Inclusão recebe a exposição “Sentir prá Ver: gêneros da pintura na Pinacoteca de São Paulo” com 14 reproduções fotográficas.

Voltada para pessoas com e sem deficiência, a exposição acontecerá em um ambiente 100% acessível, com piso tátil, e as obras contarão com recursos de acessibilidade para estimular e ampliar o conhecimento e a apreciação da arte por meio de todos os sentidos.

Entre os recursos, estão em reproduções em relevo e maquetes táteis, extratos sonoros (músicas da época em que cada obra foi produzida e que poderão ser conferidos com fone), jogos associativos (poemas e caça-detalhes), além de legenda com caracteres ampliados e em braile e audiodescrição.

A seleção abrange obras brasileiras do final do século XIX a meados do século XX e ilustra os principais temas das artes plásticas: natureza morta, retrato, cenas, marinha, paisagem rural, urbana, e abstração. Os artistas presentes na exposição são: Pedro Alexandrino, Carlos Scliar, Almeida Junior, Gino Bruno, Berthe Worms, Di Cavalcanti, Navarro da Costa, Francisco Rebolo, Dario Barbosa, Arnaldo Ferrari, Maurício Nogueira Lima e Leopoldo Raimo. Cada tema será representado por duas obras que apresentam soluções e tratamentos diferenciados para um mesmo tema, permitindo aos visitantes a possibilidade de leituras comparativas que enriqueçam o seu repertório artístico e cultural.

O Memorial da Inclusão aborda cada uma das quatro deficiências – auditiva, visual, intelectual e física – e conta com atrações como a Sala Preparatória dos Sentidos: um local escuro com painéis de texturas diversas, alteração de temperatura e sensores sonoros e olfativos. O espaço também pode ser visitado através do site www.memorialdainclusao.sp.gov.br. Por meio de uma plataforma 3D, os visitantes se sentem dentro do Memorial e podem acessar textos e áudios em três versões, português, inglês e espanhol.

Inaugurado no dia 3 de dezembro de 2009, o Memorial da Inclusão: os Caminhos da Pessoa com Deficiência tem o propósito de reunir em um só espaço fotografias, documentos, manuscritos, áudios, vídeos e referências aos principais personagens, às lutas e às várias iniciativas que incentivaram as conquistas e melhores oportunidades às pessoas com deficiências.

 

logo_ampliado

Memorial da Inclusão recebe exposição “Sentir prá Ver”

Data: 8 de abril a 26 de junho

Horário: segunda a sexta, das 10h às 17h

Local: Memorial da Inclusão – Sede da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência

Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 564 – portão 10 – Barra Funda – São Paulo/SP.