Há  25 anos, em junho de 1989, estreou nos cinemas a versão dark, comandada por Tim Burton, do Batman, em comemoração aos 50 anos do personagem.

Desde uma versão estendida da série de TV da década de 60 que o personagem não era visto nas telonas, o que gerou um murmurinho imediato, seguido de apreensão dos fãs, desde o anúncio que o filme seria produzido.

A escolha do diretor gerou certa apreensão, pois Tim Burton nunca havia dirigido filmes de ação, e uma história do personagem necessitava de grandes doses de ação. Mas não foi nada comparado a revolta causada pela escolha do ator que interpretaria Bruce Wayne/ Batman. Quando foi divulgado o nome de Michael Keaton como protagonista, os fãs explodiram em revolta.

Os estúdios da Warner Bros receberam mais de 50 mil cartas de protesto. O motivo para isso era que na época Michael Keaton era mais conhecido por papeis em filmes de comédia, e tinha pouca altura e físico em comparação ao Batman dos quadrinhos, além de não possuir o protuberante queixo do personagem.

O problema com a altura foi resolvido posicionando os atores durante as filmagens, de modo que Keaton parecesse ser um pouco mais alto. Para resolver a questão do aspecto físico que o ator apresentaria quando usasse o uniforme do Batman, foi criada uma armadura (que na história do filme era a prova de balas), no lugar do colante cinza que era usado nos quadrinhos e na série de TV com Adam West.

18899543.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxxO design criado por Anton Furst para o filme (as armaduras do herói e do Batmóvel) aliado ao fato de Jack Nicholson ter sido escolhido como Coringa acalmou os fãs, mas ainda gerava apreensão, até a estreia do filme.

Batman, de Tim Burton, se mostrou uma versão quase operística das primeiras aparições do personagem, pintadas em tom dark, com profunda angústia psicológica do herói e seu antagonista, o Coringa. Apesar de não ter sido feito exatamente fiel às histórias em quadrinhos, o filme agradou aos fãs, e até hoje rivaliza com a versão de Christopher Nolan do Homem Morcego.

Uma curiosidade é que o filme contou com a participação de Bob Kane, o criador do Batman, como caricaturista na edição do jornal aonde Vicki Vale trabalhava.

O filme foi estrelado por Michael Keaton no papel principal, junto com Jack Nicholson, Kim Basinger, Robert Wuhl e Jack Palance. O filme, em que Batman lida com a ascensão de um criminoso fantasiado conhecido como “O Coringa”, é o primeiro da série de filmes Batman da Warner Bros..

[dt_divider style=”gap”/]

joker

Batman não teve seu financiamiento de produção aprovado, até depois do sucesso de Beetlejuice (1988) de Burton. Uma lista contou com vários atores considerados para o papel de Batman. Nicholson aceitou fazer o papel do Coringa, sob condições estritas, que ditou um alto salário, uma parcela dos lucros de bilheteria, e seu cronograma de filmagem.

As filmagens ocorreram no Pinewood Studios entre outubro de 1988 e janeiro de 1989. O orçamento encaminhado foi de $ 30 milhões a 48 milhões de dólares, enquanto o 1988 Writers Guild of America forçou gravemente Hamm a abandonar. O roteiro foi reescrito sem créditos realizado por Warren Skaaren, Charles McKeown e Jonathan Gems. Batman foi um sucesso financeiro e crítico, ganhando mais de US $ 400 milhões no total de bilheterias. O filme recebeu várias indicações ao Saturn Award e uma indicação ao Globo de Ouro, e ganhou um Oscar.

Também inspirou a premiada série animada, Batman: The Animated Series, abrindo o caminho para o DC Animated Universe, e influenciou Hollywood na mercadologia moderna e técnicas do desenvolvimento do gênero de filmes de super-heróis.

 

Principais prêmios e indicações

Oscar 1990 (EUA)

  • Venceu na categoria de melhor direção de arte.

Prêmio Saturno 1991 (Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films, EUA)

  • Indicado nas categorias de melhor ator (Jack Nicholson), melhor figurino, melhor filme de fantasia, melhor maquiagem e melhor atriz coadjuvante (Kim Basinger).

BAFTA 1990 (Reino Unido)

  • Indicado nas categorias de melhor ator coadjuvante (Jack Nicholson), melhor figurino, melhor maquiagem, melhor desenho de produção, melhor som e melhores efeitos especiais.

Globo de Ouro 1990 (EUA)

  • Indicado na categoria de melhor atuação de um ator em cinema – comédia/musical (Jack Nicholson).

People’s Choice Awards 1990 (EUA)

  • Venceu nas categorias de filme favorito e filme dramático favorito.

BATMAN

Trailer:

 

Documentário sobre o filme: