Há alguns dias, a Disney se envolveu numa controvérsia sobre diversidade sexual

Apesar de se dizer pró-LGBTQIA+, a empresa doou dinheiro para financiar políticos da Flórida (EUA) que apoiam a recente lei discriminatória, que ficou conhecida como “Dont Say Gay”.

Além disso, funcionários denunciaram a prática de excluir qualquer menção às personagens LGBTQIA+ nas produções da companhia.

Uma carta aberta de funcionários da Disney Pixar, publicada pela revista Variety, afirma que a Walt Disney Company está impedindo a criação de enredos e personagens LGBTQIA+ . Executivos da Pixar pedem para que animadores retirem cenas que “demonstram afeto abertamente gay” de filmes.

Esse caso levantou o debate em todo o mundo sobre a importância da representatividade na ficção.

Seja nas animações, nos filmes ou nos livros a diversidade é necessária para que mais pessoas se identifiquem com os personagens e sintam-se representadas.