Incentivo à leitura de HQs contribuem para a criatividade e a imaginação

Um item querido por crianças e adolescentes, as HQs são celebradas no dia 30 de janeiro, quando se comemora o Dia da História em Quadrinho.

A data foi escolhida quando o cartunista Angelo Agostini publicou “As Aventuras de Nhô Quim”, o primeiro quadrinho que se tem registro no Brasil. Mas o que os pais e responsáveis não sabem é que a imersão no mundo dos quadrinhos pode contribuir para a aprendizagem, principalmente na fase do letramento.

Segundo a pesquisa Retratos da Leitura do Instituto Pró Livro, as HQs agradam entre 13% e 29% dos leitores aqui no Brasil.

Aprendizado e diversão

Além de divertir, as histórias podem ser um primeiro contato com o mundo das histórias em quadrinhos na infância e provocar a imaginação das crianças.

Dicas de obras para as crianças:

Calvin e Haroldo – E foi assim que tudo começou (Bill Watterson)

Com mais de 30 milhões de cópias vendidas. Os livros que já foram publicados no mundo todo contam histórias de um menino criativo e esperto. Com a ingenuidade de uma criança, é o tipo de história em quadrinhos que pode ser lida por toda família.

2.Turma da Mônica ( Mauricio de Souza)

Essas histórias acompanham gerações, não é mesmo? A história em quadrinhos brasileira mais publicada no mundo, segue sendo atual e conquistando novos leitores. “Ao se apropriar de personagens conhecidos, as crianças fortalecem ainda mais o imaginário e a vontade de ler mais histórias”, reforça Laura.

3.Meu primeiro Maluquinho em quadrinhos (Ziraldo)

Outra história muito conhecida dos brasileiros ganhou uma série de revista em quadrinhos. Esta edição é preparada especialmente para crianças que estão aprendendo a ler. Então fica a dica aos pais e responsáveis para incluir a história do menino com a panela na cabeça no mundo das crianças na fase da alfabetização.