Desde que estreou nos gibis, em 1941, a Mulher-Maravilha coleciona vitórias contra seus arqui inimigos e encanta o público. Em 2021, a amazona da ilha de Temiscira completa 80 anos.

12D00969-BC2C-4A48-9BE9-354A2E06DAE2.jpeg

O primeiro nome escolhido para a amazona Diana Prince não foi Mulher-Maravilha e sim Suprema, a Supermulher. O editor Sheldon Mayer foi quem convenceu o criador da personagem e a DC Comics a nomearem Diana como Wonder Woman ou Mulher-Maravilha, em português.

Nos quadrinhos a super-heroína também precisou lutar por seu espaço: Em suas primeiras aventuras ao lado da Liga da Justiça, a Mulher-Maravilha era apenas a secretária do grupo de heróis e possuía o papel secundário de anotar os detalhes das reuniões entre os participantes da Liga.

A personagem “Mulher- Maravilha” nasceu do sufrágio (sufrágio: processo de escolha por votação), criada por William Marston, um homem que apoiava ferozmente o movimento feminista.

2FAEF4E7-03BF-460D-BFDC-FC5452703CE7.jpeg

Marston lutou pelo sufrágio feminino, enquanto estudava em Harvard, e se inspirou em famosas sufragistas ao criar a personagem.