Lady Gaga e Bradley Cooper unem forças para fazer esta que é a 4 versão do filme “A Star is Born” (Nasce uma Estrela).

Conheça 10 fatos sobre “Nasce uma Estrela” 9

Na história sobre música (não é um musical) seguimos a saga de uma nova artista que batalha para entrar no cenário musical e um músico veterano que luta contra perda auditiva e vícios em bebida/drogas.

Tenho certeza que você já deve ter assistido este que é um dos melhores filmes que vi no cinema neste ano. Para você amar ainda mais o filme, eu trago 10 fatos interessantes sobre este filme.

Conheça 10 fatos sobre “Nasce uma Estrela” 10

1- Na primeira vez que Ally e Jackson se encontram, ela está cantando em um Bar Drag em que ele entra acidentalmente. A música que ela canta é da Edit Piaf “La Vie en Rose”. Esta música é muito impostante para o filme (e consequentemente a cena do filme ter ocorrido). Em 2016 Cooper ainda procurava quem faria Ally no filme quando ele foi convidado para um show beneficente em L. A. aonde Lady Gaga estava se apresentando, justamente cantando esta música. Cooper ficou tão impressionado com a performance da cantora que imediatamente decidiu que ela seria Ally e que esta música teria que entrar no filme. Se encontraram, decidiram fazer o filme e entre uma ideia aqui e outra ali, Gaga contou sobre um bar Drag que sempre ia, Pronto: A cena de como se conhecem estava montada.

Conheça 10 fatos sobre “Nasce uma Estrela” 11

2- O entrosamento dos atores era tão intenso que depois de filmar uma cena bem difícil na banheira (a cena foi difícil de ser feita pois Cooper precisava ofender Gaga) Cooper foi para sua pick up e lá viu que Gaga havia deixado 12 rosas vermelhas para ele. Esta química transporta-se muito bem na tela.

3-A trilha sonora do filme é recheada de sons originais. Alguns inclusive foram escritos durante a filmagem. Por exemplo Gaga escreveu a música “I Don’ t know what love is” quando ela ficou completamente submersa na personagem, depois de gravar a cena de briga no bar dos tiras. Ela inclusive usou o livro que a Ally usa no filme para escrever a letra. Mais tarde, ela terminou a música com ajuda de Lukas Nelson (filho do famoso músico Willie Nelson) que participou tocando no filme, além de ajudar a compor a trilha sonora.

Conheça 10 fatos sobre “Nasce uma Estrela” 12

4-Lady Gaga realmente detesta ver filmes em que os atores estão dublando, então, apesar do astro do filme não ter experiência musical alguma, o convenceu a gravar todas as suas performances ao vivo. Eles realmente estão cantando no filme, atuam enquanto cantam, ao invés de pré gravar, como normalmente se faz em filmes assim. Isso passa mais autenticidade no filme, pois parecia estarmos vendo um show gravado ao vivo. 

Cooper disse que se sentiu apavorado, mas isto lhe permitiu capturar a verdade em cada performance no filme. Imagine o desespero de Cooper tendo que atuar, cantar e dirigir (pela primeira vez um filme) tudo ao mesmo tempo?

5- Muitos dos shows no filme foram gravados em festivais como Glaston Bury Festival. Mas havia um problema, eles não poderiam mostrar as músicas novas para não vazar na internet. Sendo assim eles desligavam os amplificadores durante as gravações. Dando mais trabalho as técnicos de som que precisam editar as vozes com os sons externos da apresentação para parecer que estavam num show lotado.

6- Usando lugares enormes para show como estádios e teatros significa ter um público tão grande quanto o local, para ter o mesmo visual, energia e entusiasmo de um show deste porte. 

Sendo assim, decidiram usar seguidores fanáticos de Gaga, os chamados “Little Monsters”, que tiveram a oportunidade de comprar ingressos para estas performances e ainda ajudar a fundação da Lady Gaga “Born this Way”. E para agradecer seus fãs Gaga dava performances de alguns de seus hits a cada final de filmagem. Queria estar neste público.

7- Cooper tem muita experiência como ator mas para este papel em específico , ele teve que se preparar muito. Ele percebeu que a preparação para viver um músico e fazer performances ao vivo exigiria mais do que qualquer outro papel. Então ele estudou durante 6 meses, 5 dias por semana. Teve aulas de vocal e para cantar como Jackson Mane no filme. Só para vocês terem ideia de seu progresso, ele disse que, no início, ficava sem ar após cada frase cantada. Vejam que progresso. Além disso ele estudou piano e guitarra com Lukas Nelson durante 1 ano para este filme. Quanta dedicação.

8- Mas Cooper não apenas trabalhou na voz para cantar , ele também teve que trabalhar em sua voz de atuação(que está quase irreconhecível). Ele usou um professor de dialeto durante meses para ter o timbre da voz de Jackson. Ele achava que um timbre mais baixo daria a sensação dele ser um músico de verdade.

O tom de voz dele, o sotaque ficou tão parecido com do ator que faz seu irmão no filme, Sam Elliot, que este se assustou quando contracenaram pela primeira vez. Elliot brincou que ele havia imitado sua voz (o que tem referência no filme também).

9- Apesar de Lady Gaga já ter certas experiência com atuação, afinal já ganhou um Globo de Ouro por sua performace em American Horror Story, ela se sentiu intimidade com o primeiro papel num filme, logo como atriz principal. Cooper foi super solícito com ela e a ajudou bastante. Por exemplo quando iam cantar juntos, ele falava Tony repetidas vezes. Para lembrá-la de Tony Bennett, que ela adora e inclusive fez turnẽ juntos. Mas, se a cena fosse mais densa Cooper falava Ninja ou Assassin (assassino) para ajudá-la a entrar no clima.

10- Logo antes de Lady gaga gravar a super emocionante cena final do filme, ela recebeu uma ligação devastadora que dizia que sua melhor amiga Sonja estava morrendo de cancẽr, então ela correu para o carro e foi dirigindo para ficar ao lado da amiga (infelizmente esta faleceu pouco antes dela chegar). Então Lady Gaga retornou as gravações e deu aquela performace devastadora do fim do filme, cantando “I Will Never Love Again”. Uma canção especificamente emocional para sua personagem. Esta cena a Gaga disse que nunca esquecerá. Nem nós que assistimos ao filme!!!

Texto da colunista Lorena Soeiro, nerd, professora e tradutora de língua inglesa, cosplayer, roqueira, leitora de ficção, apaixonada por séries e documentários, cinéfila. colecionadora e louca por Tim Burton.

@lorenasoeiro