As Cidades de Cristais Paulista, São José Da Bela Vista, Restinga, Itirapuã, Sta. Cruz Da Esperança, Serra Azul e Cássia Dos Coqueiros recebem em outubro o Cinesolar e Cinecidade

 

O Cinecidade, circuito de exibição de filmes brasileiros, convida o primeiro cinema móvel do país que utiliza energia solar para exibir filmes, o CINESOLAR, para participar do Circuito de Arte e Cultura CPFL. Patrocinado pela CPFL Energia e com apoio da CPFL Cultura, as duas iniciativas pegam a estrada a partir de agosto para visitar mais de 60 cidades paulistas em todas as regiões do estado. Além de sessões gratuitas de cinema, a programação inclui oficinas de sustentabilidade para crianças e adolescentes.

“Ao longo dos anos, a CPFL Cultura se tornou uma referência em sua missão de filtrar, organizar e contextualizar as questões do mundo contemporâneo a partir de debates, reflexões e programas culturais. Tão importante quanto organizar esta produção é compartilhá-la. Por isso nos esforçamos para alcançar o público por meio do rádio, da TV e da internet, e também do Circuito de Arte e Cultura CPFL, do qual o CINESOLAR é parte. Este projeto, que reúne cinema, responsabilidade social e sustentabilidade no mesmo trajeto, reforça nosso compromisso de levar ao maior número possível de pessoas o que há de melhor na produção cultural brasileira hoje”, afirma Mário Mazzilli, diretor-superintendente do Instituto CPFL.

A parceria entre o Cinecidade e o CINESOLAR é inédita. Além de projetar os filmes com energia limpa e renovável, o cinema solar leva toda estrutura necessária para realizar as sessões, desde telão até cadeiras para o público. A cada mês será exibido um filme brasileiro diferente. Um dos objetivos do circuito, além de promover ações sustentáveis, é democratizar o acesso às produções nacionais, já que ainda existe pouco espaço dento das salas comerciais de cinema. O filme “O Menino e o Mundo”, de Alê Abreu, entra em cartaz nas sessões de outubro.

Longas-metragens como “Antes que o Mundo Acabe”, de Ana Luiza Azevedo e “O Menino no Espelho”, de Guilherme Fiúza Zenha, além de diversos curtas-metragens infanto juvenis também estão na lista de exibição do circuito, que acontece até março de 2016. A expectativa de público é de 300 pessoas por sessão, ou seja, um total de 18 mil espectadores.

“Nosso objetivo é difundir e democratizar o acesso às produções audiovisuais brasileiras através de um circuito paralelo ao das salas comerciais e que também possam dialogar com nosso público. O filme produzido em nosso país precisa se encontrar com os brasileiros. Além disso, conseguimos atrelar esta ação com temas relacionados à sustentabilidade e ao meio ambiente. E isso torna a iniciativa ainda mais enriquecedora para quem participa”, diz Cynthia Alario, diretora da Brazucah Produções, responsável pelos projetos Cinecidade e CINESOLAR.

No segundo semestre do ano passado, o CINESOLAR visitou 48 cidades de São Paulo com o circuito itinerante da CPFL. A programação foi especial e contou com a exibição de filmes ambientais – longas e curtas-metragens. Ao todo, as sessões de cinema tiveram um público de cerca de 10 mil espectadores.

A programação pode ser acompanhada no site do projeto:

www.cinesolar.com.br

 Cine+solar

Sobre o CINESOLAR

O projeto tem a realização da Brazucah Produções em parceria com a Associação Cultural Simbora e a SemearteProductil. O CINESOLAR ainda conta com o apoio da Fundação Holandesa Doen, promotora da sustentabilidade, cultura e inovação social em vários países, e do Solar World Cinema, projeto holandês que difunde cinemas solares. Além das sessões sustentáveis de cinema, o projeto brasileiro ainda promove oficinas de sustentabilidade – música orgânica e ecografite – voltadas para crianças e adolescentes e apresentações artísticas.

 

Sinopse – O menino e o Mundo, de Alê Abreu

Sofrendo com a falta do pai, um menino deixa sua aldeia e descobre um mundo fantástico dominado por máquinas-bichos e estranhos seres. Uma inusitada animação com várias técnicas artísticas que retrata as questões do mundo moderno através do olhar de uma criança.

 

CINESOLAR – OUTUBRO

FILME: O MENINO E O MUNDO, DE ALÊ ABREU

 

 

21/10, quarta – Cristais Paulista

horário: às 19h (mostra de  cinema infantil) e às 20h (sessão do filme “O Menino e o Mundo”)

Onde: Praça Central Nossa Senhora D’Abadia

Obs.: Caso chova, as sessões acontecem no Centro de Lazer do Trabalhador (CLT)

Entrada Gratuita

22/10, quinta – Restinga

horário:  às 19h15 (mostra de cinema infantil) e às 20h15 (sessão do filme “O Menino e o Mundo”)

Onde: Praça Nossa Senhora Aparecida

Obs.: Caso chova, as sessões acontecem no Centro de Convivência do Idoso (CCI – Rua Francisco Canavez, s/nº)

Entrada Gratuita

23/10, sexta – São José da Bela Vista

horário: às 19h (mostra de cinema infantil) e às 20h (sessão do filme “O Menino e o Mundo”)

Onde: Praça da Matriz

Obs.: Caso chova, as sessões acontecem na EMEB José Renato Nogueira Ambrósio (Rua Três de Abril, 142)

Entrada Gratuita

24/10, sábado –  Itirapuã

horário: às 20h (mostra de cinema infantil) e às 20h40 (sessão do filme “O Menino e o Mundo”) Onde: Praça Nossa Senhora Aparecida

Obs.: Caso chova, as sessões acontecem na quadra da EMEF Olívio Faleiros (Rua Coronel Messias Rosa, 4.479 – Centro)

Entrada Gratuita

27/10, terça – Santa Cruz da Esperança

horário: às 19h30 (mostra de cinema infantil) e às 20h30 (sessão do filme “O Menino e o Mundo”)

Onde: Praça Central Júlio Prestes

Obs.: Caso chova, as sessões acontecem no Centro Social Urbano (CSU)

Entrada Gratuita

28/10, quarta – Serra Azul

horário: às 19h30 (mostra de cinema infantil) e às 20h30 (sessão do filme “O Menino e o Mundo”)

Onde: Praça Central Obs.: Caso chova, as sessões acontecem no Estádio Municipal

Entrada Gratuita

 

29/10, QUINTA – Cássia dos Coqueiros

horário: às 19h (mostra de  cinema infantil) e às 20h (sessão do filme “O Menino e Mundo”)

Onde: Praça Santa Rita

Obs.: Caso chova, as sessões acontecem no Centro Comunitário Santa Rita

Entrada Gratuita