Acabei de sair da sala de cinema aonde assisti a pré estreia de Batman vs Superman e trago para você, não uma crítica, mas o que o filme realmente representa

Este texto é livre de spoilers, então leia sem receios.

Esqueça qualquer crítica que tenha lido… Este é um conselho que você deve seguir. Lí críticas sobre o filme, em que “colegas” dizem que ele é ruim, sem graça, mal feito, que não faz jus a Trindade, que o site americano Rotten Tomatoes deu nota baixa para o filme, entre muitas outras críticas, que para ser honesto, não apontam nenhum defeito real do filme. E os trailers NÃO mostraram nada, acredite.

Zack Snyder fez um GRANDE filme, sim, BvS é um grande filme, épico, pois faz algo que não é comum em filmes do gênero…Ele não fez um filme de super heróis.

Apesar de ficar clara a influência da obra visceral de Frank Miller, “O Cavaleiro das Trevas” (em cenas recriadas perfeitamente), uma das maiores influências, pelo menos no tom da narrativa, é o conceito que permeia “O Reino do Amanhã”, aonde se vê os heróis pelos olhos dos humanos, e são estes que brilham e conduzem a trama do filme.

Com poucos e poderosos exemplos de filmes que ousaram algo semelhante, cito “O Cavaleiro das Trevas” e “Capitão América: O Soldado Invernal” como exemplos, Snyder fez um filme aonde isto ocorre, mas em escala maior, e mais introjetadamente, aonde as lendas da DC orbitam personagens humanos riquíssimos, que pintam a tela com suas tentativas de viver em um mundo, que momentaneamente, ficou mais estranho e perigoso.

Apesar de ser um filme que foca mais na realidade de se viver em um mundo aonde deuses andam entre nós, mas focado na visão geopolítica disso, BvS talvez seja um dos filmes mais fiéis aos quadrinhos já feito. Não que seja uma adaptação quadro a quadro, mas ao conceito e espírito de muitas e muitas histórias clássicas que tenho certeza que você já leu estruturam o longa.

Fica claro que o diretor Zack Snyder e o roteirista Chris Terrio não só entendem como também amam quadrinhos, pois o filme é uma ode ao gênero, recriando cenas, conceitos, ideias que acompanharam cada leitor desde que pegou uma revista pela primeira vez.

Zack Snyder conduz o filme com amor genuíno, e isto fica claro no resultado, um grande fã film, e digo isso no melhor sentido do conceito, em uma obra de alguém que ama o que está criando, e isto contaminou cada um na obra, como pode ser observado claramente no trabalho dos atores.

Batman v Superman (2)

Henry Cavill amadureceu muito no papel do Homem de Aço e traz uma versão completamente diferente das outras, mas completamente centrada na criação de Jerry Siegel e Joe Shuster. O ator traz um Superman que povoou as histórias que lemos desde crianças. Escoteiro!

Nova arte promocional da Mulher Maravilha em Batman v Superman

Gal Gadot calou a boca dos críticos, apresentando uma Mulher Maravilha poderosa, independente, inteligente e linda, capaz de desfocar seus companheiros em armas. Apresenta uma Diana como nunca se viu, feroz, manipuladora e guerreira.Maravilhosa!

Batman v Superman (1)

Ben Affleck criou sua versão do Batman como alguém que ama o personagem. Diferente das versões do cinema, sua versão é absolutamente centrada nas HQ’s, o que torna seu Batman o mais fiel já visto. Vítima de inúmeras críticas, o ator teve uma imensa pressão para trabalhar, mas usou isso para motivar seu trabalho. Ben apresenta um Batman saído das histórias de Miller, Bob Kane (as primeiras aparições), composto de forma a trazer parte de cada autor do personagem nas revistas. Diferencia-se de outros Batman’s, sem apagar o brilho das versões de Bale e Keaton, mas simplesmente seguindo outro caminho, e neste sentido, achou uma versão que define o personagem. Seu Bruce é o Bruce dos quadrinhos e da animação de Bruce Timm, perfeitamente retratado como o menino que viu seus pais serem assassinados e daquele momento em diante se viu atormentado para sempre pelo desejo de vingança e reparação. Poderoso!

Batman v Superman (3)

Jesse Eisenberg criou um Lex Luthor assustador, no nível do vilão interpretado em Seven por Kevin Spacey. Seu Luthor é completamente diferente das versões vistas no cinema e Jesse rouba a cena, podendo ter apresentado o melhor personagem do filme. Neste filme, o ator mostra como uma boa intenção acompanhada de medo pode ser algo tremendamente destrutivo.

Dito isso sobre o que você esperava saber, agora digo o que você, depois de 2h31 de filme vai constatar. Os personagens que realmente se destacam e conduzem a trama são a Lois, Lex (assustadoramente interpretado, roubando a cena em cada aparição), Alfred, Perry White, Martha Kent, a senadora, entre tantos outros que estão no centro do que aconteceu em “O Homem de Aço” e agora vivem com as consequências de viver entre deuses.

Um grande filme, composto por várias camadas, aonde o subtexto se transpõem a história principal, deixando claro que não é uma obra fechada, algo que define, pelo contrário, é só o prefácio de algo maior, e neste sentido, é majestoso. Um grande filme!

batman-vs-superman-2