Batman pode ser um meta humano, com poderes especiais, segundo a DC Comics

Antes de mais nada, meta humano é aquela pessoa ou criatura que tem poderes, características ou qualidades que é o que a diferenciam dos humanos normais. Estes poderes podem ser adquiridos no decorrer da vida, de forma artificial ou acidental, ou podem ser de nascença.

O Batman sempre foi um ser humano com qualidades e características que o colocavam acima dos outros humanos, mas apesar de todo este preparo, ele sempre foi humano. Agora isso parece ter mudado!

O Homem Morcego é um exímio conhecedor de diversos tipos de artes marciais, aperfeiçoando o seu corpo ao ápice da perfeição, com determinação incansável, mas segundo Amanda Waller, criadora do Esquadrão Suicida, o Batman é na verdade um meta-humano.

Na revista Suicide Squad #22, lançada nesta semana nos Estados Unidos, o governo agora considera o Batman um ser com capacidades acima das consideradas normais. Na história, Waller envia a equipe parabcapturar dois meta-humanos: Nevasca e o Homem-Morcego.

Na série Dark Days, foi revelado que o Cavaleiro das Trevas teve contato com o Metal Nth, na época dos Novos 52.

O Nth afetar o organismo se pode ter efeitos inesperados se introduzido na corrente sanguínea, podendo transformar pessoas normais em meta-humanos. Nesta história, Batman pode ter adquirido “fator de cura”, além de outras habilidades que poderão se manifestar futuramente.

Segundo Scott Snyder, o Homem Morcego não tem poderes definitivos, somente adquiridos para algum arco específico, mas que isto pode não ser a interpretação da Walker ou orgão do governo.

O CADMUS/ARGUS, órgãos ligados ao governo, sempre consideraram o Homem-Morcego como um ser acima das capacidades humanas, graças as suas habilidades.

A DC Comics ainda não confirmou se o Batman é ou não meta humano oficialmente.