Aplicativo incentiva o parto normal entre as gestantes brasileiras

/, Aplicativo, Dicas, Notícias, Saúde, Smartphones, Tablet, Tek/Aplicativo incentiva o parto normal entre as gestantes brasileiras

 

Idealizado pelo médico da família Gustavo Landsberg e com apoio do Hospital Israelita Albert Einstein, o app Canguru Gravidez já conta com mais de 300 mil mulheres cadastradas no País

Aplicativo também lança novo portal de conteúdo e torna-se fonte de informação segura sobre gestação, parto e puerpério

O aplicativo Canguru Gravidez comemora este Dia das Mães inaugurando uma nova etapa. Além de superar a marca de 300 mil cadastros entre as gestantes brasileiras, a plataforma digital quer estar ainda mais perto das mulheres e dar maior protagonismo também ao parto normal. Para isso, o Canguru Gravidez acaba de lançar um portal de conteúdo com a missão de ser a principal fonte de informação confiável e segura sobre gestação, parto e puerpério. Os textos são escritos em linguagem acessível, revisados por jornalistas e aprovados por profissionais de saúde. O aplicativo também ganha uma identidade visual completamente nova para potencializar os resultados já alcançados.

 

Idealizado pelo médico da família Gustavo Landsberg, o Canguru Gravidez é o primeiro e mais completo aplicativo a acompanhar o pré-natal da gestante em todas as etapas. Além de garantir informações relevantes para a mamãe durante toda a gravidez, o app também foi desenvolvido com uma missão importante: dar mais segurança para que a gestante opte pelo parto normal, uma realidade ainda distante para muitas mulheres no Brasil. “Estamos com uma taxa de 60,8% de parto normal entre as nossas usuárias”, comemora Landsberg. “Isso significa que as gestantes que usam o app têm 36% mais chances de ter um parto normal que a média nacional”, completa.

No Brasil, o número de cesáreas realizadas ainda corresponde a 55% de todos os partos no País. O número é extremamente alto, quatro vezes a taxa considerada ideal pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de até 15%. A situação é ainda mais complicada nas maternidades particulares brasileiras, em que praticamente nove entre dez partos realizados são cesáreas. “Tinha esse ideal de desenvolver uma ferramenta que pudesse acompanhar e indicar para a gestante o quão seguro o parto normal é na maioria dos casos”, lembra Landsberg.

A ferramenta é gratuita e funciona também como uma rede social de gestantes, um guia pré-natal e um cartão pré-natal digital — que permite à futura mamãe e ao médico o acompanhamento adequado da gestação, utilizando o histórico fornecido pela própria gestante e o profissional que a acompanha. Coletando informações em tempo real, permitindo a identificação precoce da gestante e analisando situações de risco de maneira dinâmica, o app funciona como uma ferramenta única para auxiliar médicos e pacientes. “O app pode ter uma conexão direta e integrada com o médico, contribuindo para melhorar os indicadores de saúde”, diz Landsberg.

O aplicativo Canguru Gravidez faz parte também das startups que, atualmente, recebem investimentos do Hospital Israelita Albert Einstein. “Hoje, o Canguru permite à gestante criar uma carteirinha de pré-natal dentro do aplicativo; uma carteirinha digital que pode ser levada para todo lugar”, complementa o ginecologista Eduardo Cordioli, gerente médico da área de Telemedicina do Hospital Israelita Albert Einstein. Segundo Cordioli, utilizando o histórico, baseado em informações fornecidas pela gestante, o aplicativo classifica o risco da gravidez (baixo, intermediário ou alto risco). O médico tem um dashboard de todas as suas pacientes, de forma organizada e estruturada. O app também serve de lembrete para as gestantes organizarem sua agenda de exames, consultas e vacinas. “No Einstein acreditamos que organizar as informaçõ es do pré-natal, lembrar a mulher de exames importantes e estruturar as informações de todas as gestantes atendidas pelo médico pode agregar segurança na assistência pré-natal e otimizar os nascimentos com melhores condições para mães e bebês”, completa Cordioli.

Integração

Outra novidade é a integração do Canguru Gravidez com o IBM Watson, um sistema de inteligência artificial capaz de responder a perguntas. O robô será alimentado pelas mais de 15 mil respostas que a Equipe Canguru já ofereceu gratuitamente no app. Isso vai otimizar o trabalho das enfermeiras, que poderão se concentrar em tirar dúvidas de maior risco. “Nosso intuito com o Watson não é desenvolver um robô que tente substituir profissionais da saúde, e sim criar uma espécie de exoesqueleto que dê superpoderes a eles”, comenta Landsberg.

Os resultados do Canguru Gravidez: 

316.580 cadastros

1.085 cidades 

Mais de 2.000 downloads/dia

15.574 dúvidas respondidas gratuitamente por profissionais de saúde

38.981 posts na Comunidade Canguru em 2018 (84% mais que em 2017)

Taxa de parto vaginal: 60,6% (a média brasileira é de 44,5%)

44.609 sintomas registrados em 2018 (foram 23.024 em 2017)

(Dados de 27 de abril de 2018)

2018-05-22T13:55:32-03:00