O festival lança cinco longas-metragens inéditos no Brasil, além de exibir mostras competitivas e especiais de curtas

Bizarros Peixes das Fossas Abissais estreia no festival, o esperado longa do brasileiro Marcelo Marão

A 13ª edição do ANIMAGE – Festival Internacional de Animação de Pernambuco acontece de 3 a 8 de outubro no Recife, promovendo o principal encontro na atualidade do cinema de animação mundial no Brasil. A programação, totalmente gratuita e para todas as idades, ocupa as salas de cinema do Teatro do Parque, Cinema da Fundação Derby e Cinema da UFPE, com longas-metragens e curtas, distribuídos na Mostra Competitiva e nas mostras especiais, além de masterclass e bate-papo com realizadores.

A noite de abertura do ANIMAGE traz a estreia nacional de ‘Bizarros Peixes das Fossas Abissais’, primeiro longa-metragem dirigido por Marcelo Marão, e ‘Ciranda Feiticeira’, novo curta do pioneiro pernambucano Lula Gonzaga e Tiago Delácio (dia 3/10, terça-feira, no Teatro do Parque).

A seleção de longas do ANIMAGE 2023 traz as estreias no Brasil da premiada produção francesa ‘Le Petit Nicolas’, de Amandine Fredon e Benjamin Massoubre, a alemã ‘Johnny & Me – A Journey Through Time with John Heartfield’, de Katrin Rothe, a camaronese ‘La Grotte Sacrée’, de Daniel Minlo e Masso Cyrille e a portuguesa ‘Os Demônios do Meu Avô’, de Nuno Beato. Completam a programação de longas-metragens: ‘Placa-Mãe’, do brasileiro Igor Bastos e ‘Velhas Lendas Tchecas’, um clássico da Tchecoslováquia, de Jiří Trnka.

As mostras especiais, outro ponto forte do ANIMAGE,  trazem este ano as seguintes abordagens: Mostra Africana, Mostra Brasil, Mostra Erótica, Mostra Retrospectiva Marão, Mostra Argentina Our Fest e Mostra Hermína Týrlová.

O ANIMAGE oferece ao público experiências cinematográficas de diversão e reflexão. Em um mundo cada vez mais tecnológico, as diferentes e criativas técnicas de animação fascinam os espectadores. Filmes de variadas regiões do globo, clássicos, contemporâneos e atemporais, carregam expressões visuais inventivas, sejam elas gráficas, artesanais, digitais, bidimensionais ou tridimensionais.

O estímulo à formação de novas plateias segue presente no festival, com sessões para as crianças, de curtas e um longa-metragem.

​​”O festival segue firme em seu propósito de apresentar o melhor da animação produzida no Brasil e no mundo, obras que provoquem experiências transformadoras, que dialoguem com adultos e crianças. A proposta do ANIMAGE é apresentar um conteúdo arrojado, que justifique sua posição entre os os mais relevantes festivais de cinema do país.“, comenta Antonio (Gutie) Gutierrez, diretor do festival.

O ANIMAGE se posiciona como o principal evento de cinema de animação em atividade no Brasil – e importante janela de exibição e fomento da animação brasileira fora do eixo Rio-São Paulo.  O festival aposta na originalidade e diversidade no cinema de animação, oferecendo ao público a riqueza das técnicas, temáticas variadas e filmes produzidos em diversos países.

A pluralidade do festival, este ano, também ganha reforço na curadoria. Além do responsável geral, Júlio Cavani, a 13ª edição traz um time de curadoras que participaram das escolhas das mostras especiais e na seleção da Competitiva. Integram a equipe curatorial Chia Beloto (PE), Nara Aragão (PE), Radhi Meron (SP), Pâmela Peregrino (BA), Kalor Pacheco (PE) e Paola Becco (Argentina).

“O cinema de animação vai do fundo das fossas abissais oceânicas até o topo das mais altas montanhas de gelo, não há limites para a criatividade. A programação do ANIMAGE atravessa as mais variadas paisagens naturais, sobrenaturais, sociais, psicológicas, políticas e estéticas, comenta o curador geral do festival, Júlio Cavani.

ANIMAGE em números

A 13ª edição oferece 7 longas-metragens, 128 curtas-metragens, 10 sessões da Mostra Competitiva (duas delas dedicada ao público infantil), 6 mostras especiais, 1 Masterclass e 1 bate-papo.

A programação completa soma 135 filmes, de 45 países (28 destas produções são brasileiras), distribuídos em 38 sessões.

Destaques da programação

LONGAS-METRAGENS

Nesta edição, o ANIMAGE promove a estreia no Brasil de cinco filmes longa-metragem internacionais, um longa nacional e ainda exibe um clássico histórico do cinema Tcheco.

Bizarros Peixes das Fossas Abissais (Brasil, 2023, 75′), de Marcelo Marão, estará no festival para apresentar a primeira exibição brasileira, na noite de abertura do festival. O aguardado primeiro longa-metragem do celebrado diretor de animação carioca mistura humor nonsense e cenas de ação, com elenco de voz de Natália Lage, Rodrigo Santoro e Guilherme Briggs. O filme acompanha uma heroína cujo superpoder consiste em metamorfosear seus glúteos em um feroz e imenso gorila.

Sou um enorme fã do Animage, participei algumas vezes com curtas ou como júri, e sempre foi um deleite para a alma, a curadoria do evento é especial e diferenciada. É uma honra que a primeira exibição no Brasil seja justamente nele e no momento mais nobre, na abertura, o que me deixa comovido. O filme é meu primeiro longa, ficou pronto este ano mas faz 10 anos que comecei a esboçá-lo. Tempo que foi necessário para levantar recursos, além da preocupação de sustentar uma narrativa que precisasse de mais de 1 hora para ser contada e pela vontade de poder me dedicar plenamente à criação da animação, pois repeti nele em escala maior a mesma logística que faço nos curtas-metragens.”, compartilha Marão.

BATE-PAPO: na noite de estreia (terça-feira, dia 3/10), também acontece o bate-papo com o diretor Marão sobre o filme.

Le Petit Nicolas (França, 2022, 86′), de Amandine Fredon e Benjamin Massoubre. A bela produção francesa narra o processo de criação do risonho e agitado Pequeno Nicolau, o clássico personagem mirim de cartuns amado pelos franceses, ao mesmo tempo que acontecem as histórias cheias de humor. Numa narrativa de metalinguagem, mostra o trabalho da dupla de animadores, o roteirista René Goscinny (1926-1977) e o desenhista Jean-Jacques Sempé (1932 – 2022). Sucesso de bilheteria nos cinemas da França, conquistou o prêmio Cristal de Melhor Filme do Festival de Annecy, considerada a principal premiação para animação. A exibição tem o apoio da Embaixada da França no Brasil.

Johnny & Me – A Journey Through Time with John Heartfield (Alemanha, 2023, 100′), segundo longa-metragem de animação de Katrin Rothe. O longa conta sobre a vida do artista alemão John Heartfield, especialista em fotomontagens e dono de uma obra bastante crítica ao nazismo. A produção antifascista mistura animação de recortes com imagens filmadas, com humor, técnicas muito bem conduzidas e criativas. A exibição tem o apoio do Consulado Geral da Alemanha no Recife e a diretora está presente no Festival para ministrar Masterclass sobre o processo de criação.

La Grotte Sacrée (Camarões, 2023, 100′), de Daniel Minlo e Masso Cyrille. A exibição do filme marca a presença inédita de um longa africano no festival. Os camaroneses levaram cerca de 12 anos para terminar o filme, que narra uma fábula no coração da África, na busca por um antídoto em uma caverna sagrada para curar um rei. Uma história fascinante sobre famílias, conflitos tribais e a importância da bondade.

Os Demônios do Meu Avô (Portugal, 2022, 90′), de Nuno Beato. Primeira animação de Portugal produzida em stop motion, conta a história de uma profissional bem sucedida que, com a morte do avô, parte ao encontro das memórias da sua infância. Um filme repleto de cultura portuguesa, da trilha sonora original aos bonecos feitos no estilo ‘figurado’ da arte popular de barro. A exibição deste filme acontece pela parceria com o Camões – Centro Cultural Português em Brasília.

Velhas Lendas Tchecas (Tchecoslováquia, 1953, 91′), de Jiří Trnka (1912-1969), épico de 1952, restaurado com toda a sua potência, deste gênio da animação. Conta a antiga história da fundação da Tchecoslováquia, a partir de uma série de episódios míticos de heróis, rainhas e reis, inspirados em um livro de Alois Jirásek. A exibição é fruto da parceria com a Embaixada da República Tcheca, Consulado Honorário da República Tcheca em Recife.

Placa-Mãe (Brasil, 2023, 105′), de Igor Bastos. Leve e divertido, o filme é uma ficção científica produzida no interior de Minas Gerais e repleta de cultura mineira. Pela história de Nadi, uma andróide com cidadania que ganha o direito de adotar duas crianças, busca refletir sobre como as nossas percepções de família têm mudado. A sessão terá a presença do diretor e da equipe de produção do longa.

MOSTRA COMPETITIVA 2023

As mais novas produções de animação em curta-metragem, de diversas partes do mundo, compõem a Mostra Competitiva; filmes que também fazem parte do circuito competitivo internacional do ANIMAGE.

Este ano, a Mostra Competitiva do festival recebeu mais de 1700 inscrições de curtas, de 99 países, um novo recorde na história do evento. O significativo aumento desses números revela a rica produção mundial no segmento e a relevância que o Festival atingiu no circuito internacional. Destes inscritos, 68 filmes foram selecionados, sendo 10 destas produções de realizadores brasileiros e, ao todo, competem filmes de 32 países.

A seleção para a Mostra Competitiva 2023 foi feita por uma comissão de curadoria, formada por Chia Beloto (PE), Nara Aragão (PE), Radhi Meron (SP) e Pâmela Peregrino (BA).

O grande volume de inscrições tornou o processo de escolha desafiador. O resultado é uma seleção belíssima, com filmes originais do mundo inteiro, de alto valor artístico e que evidenciam o papel e a importância da animação como cinema. Da mostra infantil à erótica, uma leva de filmes com potência para emocionar, transformar e provocar” Nara Aragão, uma das curadoras da Mostra Competitiva e da Mostra Erótica.

Os melhores filmes concorrem, por avaliação do júri convidado, ao troféu ANIMAGE nas categorias: Curta Infantil, Curta Brasileiro, Curta – Prêmio do Público, Direção, Roteiro, Direção de Arte, Técnica e Som. A principal premiação é a de Melhor Curta – Grande Prêmio ANIMAGE, que além da estatueta, recebe prêmio em dinheiro no valor de R$ 4.000,00. O público vota após cada uma das sessões da Mostra Competitiva exibidas na programação.

MOSTRAS ESPECIAIS

O ANIMAGE 2023 exibe seis mostras especiais, cada uma delas traz uma seleção temática de filmes curta-metragem, uma janela para a produção autoral do cinema de animação no Brasil e no mundo.

Mostra Retrospectiva Marão

Antes de lançar seu primeiro longa-metragem ‘Bizarros Peixes das Fossas Abissais’, Marcelo Marão já estava entre os principais animadores do Brasil, graças a seus inventivos curtas, internacionalmente premiados. Utilizando recursos essenciais de animação, seja em desenhos quadro a quadro ou em experiências com stop motion, Marão atinge resultados fluidos, com um humor irônico bastante original e inconfundível. Júlio Cavani é o curador da Mostra Retrospectiva Marão.

Mostra Argentina Our Fest

A Mostra Argentina Our Fest exibe curtas-metragens argentino produzidos com a técnica stop motion. Os filmes foram selecionados por Paola Becco, curadora e diretora do festival Stop Motion Our Fest, de Buenos Aires. O Festival SMOF (stop motion our fest) é um festival independente formado por trabalhadores da cultura, que promovem o audiovisual sob perspectivas múltiplas e inclusivas.

Mostra Hermína Týrlová

A República Tcheca sempre teve grandes mestres do cinema de animação, entretanto conjunturas geopolíticas impediram que essa produção tivesse o devido alcance mundial. Aos poucos, nos últimos anos, nomes começaram a ser descobertos como a pioneira Hermína Týrlová, que ganha uma retrospectiva especial de curtas. Os filmes dela são obras lúdicas, cheias de criatividade e soluções técnicas geniais com objetos, cenários, brinquedos e bonecos. A seleção traz seus filmes lançados entre 1944 e 1966.

“A Embaixada da República Tcheca em Brasília e o Consulado Honorário em Recife apoiam o ANIMAGE devido ao fato de ser um festival plural e altamente conceituado no Brasil, que a cada ano ganha destaque no cenário internacional. O evento é um espaço excepcional para cineastas e artistas de inúmeros países exibirem seus talentos e compartilharem suas perspectivas culturais”, diz Pavla Havrlíková, embaixadora da Tcheca no Brasil.

Mostra Africana

A Mostra Africana chega ao quinto ano no ANIMAGE, fruto da conexão entre o Festival e cineastas africanos desde edições passadas. Os filmes trazem diferentes perspectivas artísticas e contextos sociais. A Mostra deste ano convida à reflexão sobre os desafios na criação nos países Africanos, incluindo a capitalização, dissidências e formatos de produção. Um espaço para valorização e representatividade da identidade e do cinema afro. A curadoria é de Kalor Pacheco, roteirista de animação e idealizadora da Mostra Além-Mar de Animação Negra e Indígena.

Este ano, procuramos explorar os desafios enfrentados na criação de produções animadas, abordando questões relacionadas à capitalização, ao acesso a tecnologias e equipamentos, e à formação necessária para concretizar projetos”, compartilha Kalor Pacheco.

Mostra Brasil

Filmes brasileiros que se comunicam com públicos de todas as idades, especialmente crianças, formam a programação da Mostra Brasil. É uma oportunidade única de ver conteúdos artísticos infantis nacionais de qualidade na tela do cinema. As temáticas são variadas: lendas folclóricas, cultura popular, hip hop, histórias ancestrais, questões sociais e filosofia. Os curtas selecionados por Júlio Cavani, chamaram atenção entre os mais de 1.800 inscritos no festival e merecem ser vistos e descobertos.

Mostra Erótica

Sucesso de público a cada ano, a já tradicional Mostra Erótica traz curtas que exploram o erotismo de variadas perspectivas, que conduzem os espectadores para ambientes da sensualidade e das sexualidades. Nara Aragão, curadora da Mostra Erótica, preparou uma seleção pensada em provocar e divertir, também excitar e emocionar.

MASTERCLASS

A cada edição, o ANIMAGE convida nomes relevantes da animação para compartilhar experiências e conhecimentos em masterclasses gratuitas.

Nesta edição, a diretora alemã Katrin Rothe compartilha o processo de criação do seu longa ‘Johnny & Me’, exibido pelo festival, na masterclass “Animação Cut Out e Política”. Será no Cinema da Fundação/Derby (sexta, 8/10), com tradução simultânea. A realização tem o apoio do Consulado Geral da Alemanha no Recife.

O Festival ANIMAGE tem incentivo do SIC – Sistema de Incentivo à Cultura, Fundação de Cultura Cidade do Recife, Secretaria de Cultura e Prefeitura da Cidade do Recife, apoio da Embaixada da França no Brasil, Consulado Geral da República Federal da Alemanha em Recife, Camões – Centro Cultural Português em Brasília, Embaixada da República Tcheca, Consulado Honorário da República Tcheca em Recife, ABCA – Associação Brasileira de Cinema de Animação, Teatro do Parque, Cinema da Fundação Derby, Cinema da UFPE e realização da Rec-Beat Produções e Leão Produções.

PROGRAMAÇÃO 2023 DETALHADA

Serviço:

ANIMAGE – 13º Festival Internacional de Animação de Pernambuco

Data: 3 a 8 de outubro 2023

Onde: Teatro do Parque, Cinema da Fundação Derby e Cinema da UFPE

Ingresso: gratuito (distribuídos 1h antes de cada sessão)

Classificação indicativa na programação

Acesse: www.animagefestival.com, nas redes @animagefestival