Foi o primeiro contato dos brasileiros com o que, no futuro, se tornaria um dos principais meios de comunicação e entretenimento gratuitos.

A primeira transmissão de TV no Brasil completa 70 anos 7

A primeira transmissão televisiva foi realizada no dia 1º de junho de 1950, depois que o visionário Assis Chateaubriand resolveu que iria ter a sua própria emissora de tevê. O magnata da comunicação, muito conhecido pelos jornalistas e estudantes de jornalismo, importou todos os equipamentos técnicos dos Estados Unidos para o Brasil, além dos próprios televisores.

O País, inclusive, não tinha capacidade profissional de realizar a transmissão, já que
as pessoas que trabalhavam com mídia só tinham contato com rádio. Então, Chateuabriand capacitou ou radialistas para que eles pudessem operar a emissora, já que os estúdios se assemelhavam muito aos das rádios. No dia da primeira transmissão do que viria a ser sua emissora, a TV Tupi, o magnata instalou 200 aparelhos de tevê em vários pontos de São Paulo, para que a população pudesse assistir à exibição. O primeiro programa consistiu na exibição do cantor mexicano Frei José Mojica.

A primeira transmissão de TV no Brasil completa 70 anos 8

Em 18 de setembro de 1950, foram instaladas por toda a cidade de São Paulo, 200 televisões de tubo para que os brasileiros acompanhassem as primeiras transmissões de TV do país. As imagens foram feitas pela TV Tupi Difusora, canal criado pelo jornalista e dono do grupo Diários Associados, Assis Chateaubriand, e responsável por comprar e importar dos Estados Unidos os equipamentos para a transmissão.

A primeira imagem vista pelos brasileiros foi da atriz Sonia Maria Dorce, então com 6 anos, vestida de índio, representando o mascote da TV Tupi. Em seguida, os telespectadores assistiram ao primeiro programa, TV na Taba, com atores como Lima Duarte e músicas cantadas por Ivon Cury e Hebe Camargo. Tudo em preto e branco.

A primeira transmissão de TV no Brasil completa 70 anos 9

Uma cerimônia celebrou o importante marco para o país. Os equipamentos foram abençoados pelo bispo auxiliar de São Paulo, Dom Paulo Rolim Loureiro. Chateubriand discursou aos que assistiam e nomeou a poetisa Rosalina Coelho Lisboa como madrinha da TV. Na ocasião, Rosalina falou que “a televisão é essa criança desconhecida entre nós”.

Sem programação preparada para o dia seguinte da estreia, com o tempo, a TV Tupi começou a incrementar com a produção de novelas e jornalismo. Para que houvesse tempo de mudar o cenário nos estúdios de gravação, e por não existir propaganda comercial, eram reproduzidos números musicais durante o intervalo.

Nos anos seguintes, surgiram novos canais de TV e, em 1972, as imagens eram transmitidas em cores.

Atualmente, o Brasil vive mais um momento importante, com a digitalização da TV. Oferecer conteúdo televisivo com a mais alta tecnologia coloca o Brasil à frente em relação a diversos países do mundo.