7 de agosto – Dia Nacional do Documentário Brasileiro

/, Datas comemorativas/7 de agosto – Dia Nacional do Documentário Brasileiro

Com o intuito de dar mais visibilidade ao Documentário e de fortalecer a entidade que foi criada em 1973 para defesa dos seus realizadores e dos cineastas brasileiros, a partir de 2011 todas as ABDs instituíram juntamente com a ABD (Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-Metragistas) nacional a criação do Dia do Documentário: 07 de agosto.

Diante da histórica resistência da ABD durante a ditadura militar, mesmo reconhecendo outros grandes nomes da história do documentário brasileiro, o nome mais votado pelas ABDs e pelos cineastas que se manifestaram foi o do cineasta Olney São Paulo.

Olney São Paulo nasceu em 7 de Agosto de 1936 em Feira de Santana, mais precisamente no município de Riachão do Jacuípe, Bahia, Brasil. Cineasta, documentarista influenciado pelo neo-realismo italiano, ele dirigiu vários filmes, dentre eles os filmes “O Grito da Terra” em 1964 e “Manhã Cinzenta” em 1968/69, este último foi pivô de um incidente que custou a vida ao seu diretor. No dia 8 de outubro de 1969, um avião brasileiro foi sequestrado por membros da organização MR-8 e desviado para Cuba. Um dos sequestradores levava consigo uma cópia de “Manhã Cinzenta”, violento libelo contra a ditadura. O filme foi exibido durante o vôo, o que levou os órgãos da repressão a associar o nome de Olney ao sequestro. O cineasta foi detido, torturado e finalmente liberado com suspeita de pneumonia dupla. Internado várias vezes, debilitado física e psicologicamente, Olney jamais recuperou plenamente a saúde e veio a morrer em 1978. Proibido no Brasil, “Manhã Cinzenta” foi exibido e premiado em vários festivais internacionais, como os de Mannheim e Oberhausen. Em 2011 como forma de marcar essa homenagem, cada ABD estadual organizou a exibição do filme “Manhã Cinzenta” em seus estados.

2019-08-06T19:05:37-03:00