A Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental chegou à sua terceira edição em 2014 e exibiu em março os mais importantes filmes internacionais e brasileiros sobres questões socioambientais, premiados em grandes festivais. A partir de 18 de outubro, 28 desses filmes vão compor a Itinerância da mostra, que vai percorrer 8 unidades do Sesc na capital e 16 cidades do interior de São Paulo, com sessões gratuitas e debates com especialistas em diversas áreas e cineastas.

Dentre os destaques da programação, estão “A Escala Humana” (Dinamarca), de Andreas M. Dalsgaard; “Blackfish – Fúria Animal” (EUA), dirigido por Gabriela Cowperthwaite; “Trashed – Para Onde Vai o Nosso Lixo?” (Reino Unido), de Candida Brady; “A Crise Global da Água” (EUA), de Jessica Yu; “A Síndrome de Veneza” (Itália), de Andreas Pichler; “Metamorphosen” (Alemanha), de Sebastian Mez; e os vencedores da mostra Competitiva Latino-Americana: “Deserto Verde” (Argentina), de Ulises de la Orden, que levou o prêmio do Júri de Melhor Filme; e “Amazônia Desconhecida” (Brasil), de Daniel Augusto e Eduardo Rajabally, ganhador do Prêmio do Público.

A mostra itinerante vai contemplar também uma programação de filmes infantis, sessões   especiais para escolas e um circuito universitário, além da realização de 18 debates. Os filmes serão exibidos em unidades do Sesc, salas de cinema, centros culturais, universidades, escolas e espaços públicos; nas cidades de Araraquara, Bauru, Birigui, Bragança Paulista, Campinas, Catanduva, Cubatão, Itu, Osasco, Piracicaba, Presidente Prudente, São Carlos, São José dos Campos, São Paulo, Sorocaba, Santos e Taubaté.

Em Bragança Paulista, Santos, Sorocaba e Cubatão, a Mostra Ecofalante vai promover um programa de formação continuada para professores e coordenadores pedagógicos sobre o uso de filmes como material didático e atividades relacionadas à gestão de resíduos sólidos. As aulas e orientações técnicas serão ministradas pelos professores e especialistas Claudio Aguiar Almeida e Gina Rizpah Besen.

 

Mostra Competitiva

Desde 2012, a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental já exibiu mais de 170 filmes e contabiliza um público de mais de 30 mil espectadores em todas as edições realizadas na capital e no interior, tornando-se um dos maiores festivais do Brasil sobre as questões socioambientais.

 

Neste ano, foi realizada pela primeira vez uma mostra competitiva com filmes latino-americanos. O objetivo foi promover a integração e o intercâmbio entre os realizadores e abrir espaço para debates sobre temas ambientais de todo o continente. Ao todo, foram inscritos mais de 100 filmes latinos e selecionadas obras da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Equador, México, Peru e Uruguai.

O júri, composto por Evaldo Mocarzel, Paulina Chamorro e Fabio Luiz Vasconcelos, premiou como Melhor Filme o argentino “Deserto Verde”, de Ulises de la Orden. A obra trata sobre o uso de agrotóxicos e fomenta a discussão sobre segurança alimentar e o uso da terra, em uma denúncia contra o descaso com a saúde. O Prêmio do Público foi concedido ao longa-metragem brasileiro “Amazônia Desconhecida”, de Daniel Augusto e Eduardo Rajabally, que enfoca os conflitos da região amazônica.

Além das produções latinas, foram apresentados filmes de 19 países, como Alemanha, Bélgica, Camboja, Canadá, China, Croácia, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, França, Grécia, Holanda, Índia, Japão, Luxemburgo, Reino Unido, Suécia, Suíça e Turquia.

“A Mostra Ecofalante é uma plataforma de informação e conhecimento que discute questões importantes a partir de uma produção audiovisual que não chegava às salas brasileiras”, explica Chico Guariba, diretor da Mostra. “É uma oportunidade única de assistir a estes filmes e um espaço para promover o debate e a reflexão sobre questões do nosso dia a dia.”

A Itinerância é realizada por meio de uma parceria entre a Ecofalante e o Sesc São Paulo, com patrocínio da Reciclo PepsiCo, White Martins, Eaton, Santher, Mondelez, e apoio do Governo do Estado de São Paulo – Secretaria da Cultura – Programa de Ação Cultural 2013.

MostraEcofalanteCinemaAmbiental_560

 

Lista completa dos filmes que serão exibidos, de acordo com o tema:

 

CAMPO

 

Sinfonia do Solo

Symphony of the Soil

Dir. Deborah Koons Garcia

EUA, 2012, 104’

O filme analisa nossa relação com o solo, seu uso e abuso na agricultura, desmatamento e desenvolvimento, e as últimas pesquisas científicas sobre o papel fundamental do solo na melhoria das questões ambientais mais desafiadoras de nosso tempo. Ao compreender as relações elaboradas e mútuas entre o solo, água, atmosfera, plantas e animais, passamos a apreciar a natureza complexa e dinâmica deste recurso precioso.

Trailer: http://vimeo.com/84580449

 

Vozes da Transição

Voices of Transition

Dir. Nils Aguilar

França, 2011, 66’

Como iremos manter nossa alimentação no futuro? Quais são as alternativas à agricultura industrial? Como podemos fazer uma transição para um sistema econômico verdadeiramente resistente? Vozes da Transição discute tais questões e apresenta respostas inspiradoras.

Trailer: http://vimeo.com/86525991

 

 

CIDADES

 

A Escala Humana

The Human Scale

Dir. Andreas M. Dalsgaard

Dinamarca, 2012, 83’

50% da população mundial vive em áreas urbanas. Até 2050, esse número chegará a 80%. Viver em uma megacidade é tanto encantador quanto problemático. Hoje enfrentamos escassez de petróleo, mudanças climáticas, solidão e diversos problemas de saúde devido ao nosso estilo de vida. Mas por quê? O arquiteto e professor dinamarquês Jan Gehl estudou o comportamento humano em cidades ao longo de 40 anos. Ele documentou como cidades modernas repelem a interação humana e argumenta que podemos construir cidades de uma forma que leve em consideração necessidades humanas de inclusão e intimidade.

Trailer: http://vimeo.com/85245123

 

A Síndrome de Veneza

The Venice Syndrome

Dir. Andreas Pichler

Itália / Áustria, 2012, 80’

Veneza vive sob a enorme pressão do turismo de massa – e vive disso. A cidade deixou de existir como uma estrutura urbana, foi abandonada por seus habitantes e está caindo em decadência física, social e moral. O filme é um retrato de uma cidade magnífica no processo de autodestruição.

Trailer: http://vimeo.com/84389082

 

Ecumenópolis: A Cidade Sem Limites

Ecumenopolis: City Without Limits

Dir. Imre Azem

Turquia / Alemanha, 2011, 93’

O filme conta a história de Istambul e outras megacidades em um caminho neoliberal em direção à destruição. Ele acompanha a história de uma família migrante, da demolição de seu bairro à sua luta contínua pelo direito à moradia.

Trailer: http://vimeo.com/84586674

 

Guerra de Areia

Sand Wars

Dir. Denis Delestrac

Alemanha, 2013, 74’

Depois da água, a areia é o recurso natural mais consumido no planeta. Como consequência, as limitadas reservas de areia estão ameaçadas. Uma “guerra de areia”, iniciada por explosões de prédios, crescem em todo o lugar e ¾ das praias do planeta estão diminuindo e destinadas a desaparecer, vítimas da erosão e – por mais incrível que pareça – do contrabando de areia.

Trailer: http://vimeo.com/84586673

 

Tokyo Waka

Tokio Waka

Dir. John Haptas & Kristine Samuelson

EUA / Japão, 2013, 63’

Tokyo Waka é tanto um retrato lírico cuidadosamente construído de Tóquio e seus habitantes quanto uma representação da surpreendentemente rica vida dos corvos. É um encapsulamento evocativo da Tóquio pós-bolha, quando as pessoas pegas no fluxo das mudanças buscam seus portos seguros precários perante um futuro incerto.

Trailer: http://vimeo.com/84389081

 

 

ECONOMIA

 

Black Fish – Fúria Animal

Blackfish

Dir. Gabriela Cowperthwaite

EUA, 2012, 83’

A história de Tilikum, a principal baleia orca do parque temático SeaWorld, em Orlando, Estados Unidos, responsável pela morte de três pessoas. Imagens fortes e entrevistas emocionantes compõem este documentário, que explora o comportamento da espécie, o tratamento cruel no cativeiro, além de recuperar as trajetórias e mortes dos treinadores, pilares de uma indústria multibilionária. O filme convida o espectador a repensar a nossa relação com a natureza e explicita o quão pouco os humanos estão dispostos a aprender com esses mamíferos.

Trailer: http://vimeo.com/86530076

 

Os Sub-Humanos

Redemption Impossible

Dir. Claus Strigel & Christian Rost

Alemanha, 2013, 90’

Em um safari hermeticamente fechado na Áustria, os desafios morais de nossa civilização colidem sob uma lupa: culpa, responsabilidade, redenção. Quarenta chimpanzés sobreviveram a experimentos com o vírus HIV “servindo à humanidade.” Traumatizados, altamente agressivos e mentalmente isolados. Hoje, quatro cuidadoras administram um projeto de reabilitação único, onde as vítimas reaprendem a se tornar macacos.

Trailer: http://vimeo.com/84300959

 

 

Planeta Re:pense

Planet Re:Think

Dir. Eskil Hardt

Dinamarca, 2012, 89’

Como medimos nossas riquezas invendáveis? E como colocamos um verdadeiro preço em nossas conquistas? Planeta RE:pense apresenta uma intrínseca e convincente relação entre a destruição ambiental e a crise financeira global, ilustrada na falácia fundamental do modelo do PIB, através do qual medimos riquezas nacionais.

Trailer: http://vimeo.com/84387553

 

 

ENERGIA

 

Metamorphosen

Metamorphosen

Dir. Sebastian Mez

Alemanha, 2013, 84’

Estabelecidos na região Ural, do sul da Rússia, o filme conta a história de pessoas que moram em um dos lugares mais contaminados por radiação do planeta. Fato desconhecido pelo público, a região foi irradiada repetidamente por diferentes acidentes da instalação nuclear Mayak, a primeira a produzir material físsil para armas nucleares da União Soviética, ainda hoje ativa. O filme capta um perigo que não é perceptível ou visível, assim como a força das pessoas que têm que lidar com ele.

Trailer: http://vimeo.com/84578335

 

Promessa de Pandora

Pandora’s Promise

Dir. Robert Stone

EUA, 2013, 87’

Todos os ambientalistas e ativistas políticos de esquerda se opõem à energia nuclear, certo? Errado. Todos nós sabemos que os vazamentos nucleares em Chernobyl, Three Mile Island e agora Fukushima sinalizam o potencial de um holocausto nuclear global, certo? Errado. E se tudo o que sabíamos sobre a energia nuclear estivesse errado? E se a energia nuclear for a única fonte de energia que tem a capacidade de parar as mudanças climáticas? O ex-crítico da energia nuclear e documentarista Robert Stone examina algumas das crenças generalizadas sobre os perigos da energia nuclear em um filme esclarecedor e fascinante.

Trailer: http://vimeo.com/84389083

 

 

POVOS E LUGARES

 

Defensores do Ártico

Arctic Defenders

Dir. John Walker

Canadá, 2012, 90’

Defensores do Ártico conta a notável história iniciada em 1968 com um movimento radical Inuit que mudaria o cenário político para sempre. Ele levou à maior reivindicação de terras da história da civilização ocidental, orquestrada pelos jovens visionários Inuit com um sonho: a governança do seu território – a criação de Nunavut. A história revela o lado obscuro da ameaça do Canadá à soberania no norte e encontra esperança e inspiração a partir da determinação Inuit que mudou as regras do jogo.

Trailer: http://vimeo.com/84301506

 

 

Floresta dos Espíritos Dançarinos

Forest Of The Dancing Spirits

Dir. Linda Västrik

Canadá / Suécia, 2013, 104’

Akaya, Kengole, Dibota e seus amigos e família são caçadores-coletores (e também grandes contadores de histórias), que nos guiam através do seu mundo na floresta tropical da bacia do Congo. Eles explicam suas origens, mitos e o sentido bastante espiritual que dão à vida. O filme acompanha a singular vida comunitária do grupo ao longo de muitos anos. Nós testemunhamos a prática de sua espiritualidade nas situações mais difíceis. Sua religião é lúdica e muito criativa para lidar com as questões profundamente sérias da vida e da morte, e pode ser a mais antiga religião praticada hoje.

Trailer: http://vimeo.com/84302364

 

 

FILMES DA COMPETIÇÃO LATINO-AMERICANA

 

Amazônia Desconhecida

Unknown Amazon

Dir. Daniel Augusto & Eduardo Rajabally

Brasil, 2013, 70’

Documentário sobre os conflitos na Amazônia brasileira hoje. O filme acompanha o cotidiano de diversos grupos sociais que lutam por seu espaço, como índios, fazendeiros, sem terra, garimpeiros, entre outros. Entrevista cientistas, especialistas e personalidades, com objetivo de mapear qual o perfil atual e as consequências da ocupação humana da Amazônia brasileira.

Trailer: http://vimeo.com/85264674

 

 

Deserto Verde

Green Desert

Dir. Ulises de la Orden

Argentina, 2013, 84’

O uso de produtos químicos na produção agrícola tem mais de um século. Diferentes pesticidas têm sido utilizados, sempre escondendo os efeitos prejudiciais à saúde. Mas o enorme avanço das fronteiras agrícolas levou o uso dessas substâncias a uma situação de abuso, intervindo na produção de milhões e milhões de hectares: alimento que chega à nossa mesa, juntamente com o veneno. Existem maneiras de se criar riqueza, produzir alimentos e exportar para o mundo sem nos intoxicar. Não vamos engolir o contrário.

Trailer: http://vimeo.com/85264672

 

 

MOSTRA ESCOLAS / CIRCUITO UNIVERSITÁRIO

 

A Crise Global da Água

Last Call at the Oasis

Dir. Jessica Yu

EUA, 2011, 105′

A Crise Global da Água apresenta um argumento poderoso do porquê a crise mundial da água será a principal questão que nosso mundo precisará enfrentar neste século. Esclarecendo o papel fundamental que a água desempenha em nossas vidas, expondo os defeitos do sistema atual e retratando as comunidades que já lutam com seus efeitos colaterais, o filme apresenta a ativista Erin Brockovich e especialistas ilustres como Peter Gleick, Alex Prud’homme, Jay Famiglietti e Robert Glennon.

Trailer: http://is.gd/weReCB

 

 

Trashed – Para Onde Vai o Nosso Lixo?

Trashed – No Place for Waste

Dir. Candida Brady

Reino Unido, 2012, 97’

Trashed – Para Onde Vai o Nosso Lixo? olha para os riscos causados pelo lixo para a cadeia alimentar e o meio ambiente através da poluição do nosso ar, terra e mar. O filme revela fatos surpreendentes sobre os perigos reais e imediatos para a nossa saúde. É uma conversa global, da Islândia à Indonésia, entre o astro de cinema Jeremy Irons e cientistas, políticos e pessoas comuns, cuja saúde e meios de subsistência foram fundamentalmente afetados pela poluição de resíduos.

Trailer: http://vimeo.com/86043508

 

 

INFANTIL

 

Animais Unidos Jamais Serão Vencidos

Animals United

Dir. Holger Tappe e Reinhard Klooss

Suíça / Alemanha, 2010, 93’

Quando uma enorme barragem e um resort bloqueiam o abastecimento de água da planície africana, os animais – muitos deles inimigos implacáveis – se unem para fazer as coisas voltarem ao normal.

Trailer: http://is.gd/hM8siI

 

Zarafa

Zarafa

Dir. Rémi Bezançon, Jean-Christophe Lie

França / Bélgica, 2013, 78’

Sob um baobá, um velho conta às crianças a história da amizade entre Maki, de apenas 10 anos, e Zarafa, uma girafa órfã. O animal foi dado ao rei francês Charles X por Muhammad Ali, do Egito. Em meio a uma longa jornada, que vai do Sudão até Paris, Maki e Zarafa vivem diversas aventuras.

Trailer: http://is.gd/SMH3I5

 

 

SESSÕES ESPECIAIS DE FILMES BRASILEIROS

 

Aterro

Aterro

Dir. Marcelo Reis

Brasil, 2011, 72’

Belo Horizonte é uma cidade planejada, construída e inaugurada sob os preceitos progressistas do final do século XIX. Em cerca de meio século, sua produção de lixo ultrapassou os limites do sistema de gestão de resíduos e todo o lixo passou a ser jogado a céu aberto a menos de 5 km do centro da cidade. Aterro é um filme sobre sete mulheres pioneiras da catação de lixo no Brasil. Diante do atual e controverso sistema de aterragem, elas falam do aparente inevitável destino do lixo.

Trailer: http://is.gd/ITagnp

 

Brasil Orgânico

Organic Brazil

Dir. Lícia Brancher e Kátia Klock

Brasil, 2013, 58’

O documentário revela histórias de pessoas que têm na produção orgânica uma forte convicção de vida. O roteiro percorre os biomas brasileiros, apresentando a diversidade de ecossistemas, paisagens e culturas. Da pecuária no Pantanal à produção em larga escala em São Paulo, das frutas tropicais na Caatinga ao extrativismo na Floresta Amazônica; de empresas a agricultores familiares e cooperativas da Região Sul. São histórias e personagens de um país orgânico.

Trailer: http://vimeo.com/36854063

 

 

Chapada do Apodi – morte e vida

Apodi’s Plateau, Death and Life

Dir. Thiago Carvalho

Brasil, 2013, 28’

A Chapada do Apodi fica na divisa entre Ceará e Rio Grande do Norte. Em 1989, o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) implementou um projeto de irrigação no lado cearense. A área foi ocupada por grandes empresas de fruticultura, desarticulando a produção de milhares de pequenos agricultores. Em 2013, um projeto semelhante está prestes a chegar ao lado potiguar da chapada, ameaçando 6 mil agricultores familiares.

 

PROGRAMA DE CURTAS

 

Aluga-se

For rent

Dir. Marcela Lordy

Brasil, 2012, 15’

Quanto o espaço urbano influi no nosso espaço interior? Como será amar alguém numa cidade que vive apagando sua memória? Na história de Clarice e Antonio, um retrato da verticalização caótica de São Paulo e a percepção do espaço público como uma tradução de nós mesmos.

Trailer: http://vimeo.com/47973130

 

Apocalipse de Verão

Summer Apocalypse

Dir. Carolina Durão

BR, 2013, 15’

Rio de Janeiro, 45 ° C, praias lotadas: um apocalipse de verão! Daniel, 8 anos, está de férias na praia, onde experimenta diversos mundos e se diverte entre a fantasia e a realidade. Um dia, o mar está cheio de algas tóxicas. A praia está imprópria! Será o fim do verão?

Trailer: http://vimeo.com/85264673

 

Areia

Sand

Dir. Humberto Kzure-Cerquera

Brasil, 2013, 16’

Um olhar sobre as contradições entre o ambiente natural e o ambiente construído. Documentário realizado na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, onde se caracteriza uma área de expressiva extração mineral de areia destinada à construção civil. Ressalte-se, porém, que o filme busca revelar na sequência de imagens a dicotomia relativa aos processos socioeconômicos e aos impactos sobre o meio ambiente. O passivo ambiental que o filme expõe, e que inclui a formação de várias lagoas, indica a reflexão: quais as alternativas futuras para o processo de edificação nas cidades?

Trailer: http://vimeo.com/63594327

 

Linear

Linear

Dir. Amir Admoni

Brasil, 2013, 6’

A linha é um ponto que saiu caminhando.

Trailer: http://vimeo.com/85252631

 

 

Serra do Mar

Serra do Mar

Dir. Iris Junges

Brasil, 2012, 15’

Jonas vigia as torres de energia da Serra do Mar. Um incêndio ocorre na mata.

 

 

SERVIÇO

Itinerância da 3a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental

De 18/10 a 14/11

Em 17 cidades de São Paulo

 

CAPITAL

SESC Belenzinho

Rua Padre Adelino, 1.000 – Belenzinho

25 de outubro – sábado

14h00    Vozes da Transição (66 min)

16h00    Deserto Verde (84 min)

01 de novembro – sábado

14h00    Ecumenópolis: A Cidade Sem Limites (93 min)

02 de novembro – domingo

14h00    A Escala Humana (83 min)

08 de novembro – sábado

14h00    Blackfish – Fúria Animal (82 min)

09 de novembro – domingo

14h00    Amazônia Desconhecida (71 min)

SESC Campo Limpo

Rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120 – Campo Limpo

22 de outubro – quarta

19h30    Deserto Verde (84 min)

23 de outubro – quinta

19h30    Vozes da Transição (66 min)

29 de outubro – quarta

19h30    Ecumenópolis: A Cidade Sem Limites (93 min)

30 de outubro – quinta

19h30    A Escala Humana (83 min)

05 de novembro – quarta

19h30    Promessa de Pandora (89 min)

06 de novembro – quinta

19h30    Metamorphosen (84 min)

SESC Consolação

Rua Dr. Vila Nova, 245 – Vila Buarque

22 de outubro – quarta

19h00    A Escala Humana (83 min)

29 de outubro – quarta

15h00    Os Sub-Humanos (90 min)

20h00    Ecumenópolis: A Cidade Sem Limites (93 min)

 

31 de outubro – sexta

Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato

Rua General Jardim, 485 – Vila Buarque

15h00    Zarafa (78 min)

05 de novembro – quarta

16h00    Metamorphosen (84 min)

20h00    Sinfonia do Solo (104 min)

SESC Interlagos

Avenida Manuel Alves Soares, 1100 – Parque Colonial

25 de outubro – sábado

14h00    Amazônia Desconhecida (71 min)

Editora Filoczar

Rua Durval Guerra de Azevêdo, 511 – Parque Santo Antonio

18h00    A Escala Humana (83 min)

01 de novembro – sábado

10h00    Vozes da Transição (66 min)

SESC Itaquera

Avenida Fernando Espírito Santo Alves de Mattos, 1000 – Itaquera

22 de outubro – quarta

14h30    Ecumenópolis: A Cidade Sem Limites (93 min)

24 de outubro – sexta

14h00    Vozes da Transição (66 min)

25 de outubro – sábado

14h00    Amazônia Desconhecida (71 min)

29 de outubro – quarta

14h30    A Escala Humana (83 min)

02 de novembro – domingo

14h00    Blackfish – Fúria Animal (82 min)

SESC Pinheiros

Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros

25 de outubro – sábado

10h30    Promessa de Pandora (89 min)

12h00    Os Sub-Humanos (90 min)

01 de novembro – sábado

10h30    Metamorphosen (84 min)

12h00    Floresta dos Espíritos Dançarinos (104 min)

08 de novembro – sábado

10h30    A Escala Humana (83 min)

12h00    Amazônia Desconhecida (71 min)

SESC Pompéia

Rua Clélia, 93 – Pompeia

22 de outubro – quarta

19h00    Blackfish – Fúria Animal (82 min)

28 de outubro – terça

19h00    Promessa de Pandora (89 min)

29 de outubro – quarta

19h00    Amazônia Desconhecida (71 min)

04 de novembro – terça

19h00    A Escala Humana (83 min)

05 de novembro – quarta

19h00    Defensores do Ártico (90 min)

09 de novembro – domingo

17h00    Zarafa (78 min)

SESC Santo Amaro

Rua Amador Bueno, 505 – Santo Amaro

21 de outubro – terça

19h00    Amazônia Desconhecida (71 min)

25 de outubro – sábado

17h00    Zarafa (78 min)

28 de outubro – terça

19h00    Ecumenópolis: A Cidade Sem Limites (93 min)

29 de outubro – quarta

19h00    A Escala Humana (83 min)

04 de novembro – terça

19h00    Vozes da Transição (66 min)

05 de novembro – quarta

19h00    Promessa de Pandora (89 min)

 

GRANDE SÃO PAULO

OSASCO

 

SESC Osasco

Avenida Sport Club Corinthians Paulista, 1.300, Jardim das Flores

21 de outubro – terça

15h00    Zarafa (78 min)

19h00    Floresta dos Espíritos Dançarinos (104 min)

29 de outubro – quarta

15h00    Amazônia Desconhecida (71 min)