Estão abertas as inscrições para a 21° edição do Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, maior festival de cultural LGBT da América Latina, que acontece de 07 a 17 de novembro em São Paulo e de 14 de novembro a 21 de novembro no Rio.

 Os interessados poderão inscrever até  o dia 31 de agosto curtas, médias e longas-metragens de todas as partes do mundo produzidos a partir de 2011.  Os selecionados concorrerão ao Troféu Coelho de Ouro, para melhor filme nacional; Troféu Coelho de Prata, para melhor direção, melhor interpretação, melhor roteiro, melhor fotografia e melhor direção de arte; e o Prêmio de Aquisição Canal Brasil para o melhor curta-metragem.

 O 21° Festival Mix Brasil  trará mais atrações nas áreas de teatro, música, literatura, além de fortalecer a produção cinematográfica. Além disso, em 2013,  por meio da campanha “BEM VINDOS” o festival convida a todas as pessoas, independente da escolha sexual, religião, cor, a refletir sobre a importância de se respeitar a diversidade.

 Cada participante poderá inscrever quantas obras desejar pelo site mixbrasil.org.br.

21° edição do Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade abre as inscrições

O Festival Mix Brasil de Cinema e Vídeo da Diversidade Sexual surgiu em 1993 através do convite realizado pelo New York Lesbian and Gay Experimental Film Festival que decidiu ampliar seus horizontes e convidar curadores estrangeiros para mostrar as diferentes formas de expressão da sexualidade em outros países.

Esse festival, realizado em Nova Iorque, passou a se chamar “MIX New York”. André Fisher foi o responsável pela seleção da programação brasileira desse festival, com o nome Brazilian Sexualities.1 A partir dessa participação brasileira no festival de Nova Iorque, o Departamento de Cinema do Museu da Imagem e do Som decidiu fazer um convite para sediar uma edição brasileira do festival, que ganhou o nome “I Festival MiX Brasil”, sendo realizado a partir da seleção, realizada por André Fisher, de 76 trabalhos exibidos no Festival de Nova Iorque, editados em 12 programas de curtas. O festival brasileiro estreou dia 5 de outubro de 1993.

Desde a primeira edição foram editadas versões para a apresentação do festival em várias capitais brasileiras. A exibição do primeiro Festival MiX Brasil no Rio de Janeiro, marcada para acontecer na Casa Laura Alvim foi cancelada a quatro dias do evento por Beatriz Nogueira que decidiu que o Rio de Janeiro não estava preparado para esse evento. A apresentação no Rio de Janeiro foi improvisada na Torre de Babel a convite de Ringo Cardia.

As edições do festival passaram a ser realizadas anualmente e são bem recebidas por vários segmentos da sociedade por encarar a diversidade sexual de forma aberta.