PaperFreak da Semana – Gollum (do filme "O Hobbit – Uma Jornada Inesperada")

//PaperFreak da Semana – Gollum (do filme "O Hobbit – Uma Jornada Inesperada")

Os paper toys existem há vários séculos, nascendo com a art dos Origami (or-i-GA-me). A palavra baseada nas palavras Japonesa Ori(dobrar) e Kami (papel).O Cinefreak tem sua versão, são os PaperFreak.

Os paper toys do presente existem por todo o mundo criados por designers gráficos que buscam mais suportes para aplicar as suas criações.

Os paper toys são urbanos mas não só, recriam personalidades conhecidas e fazem nascer da imaginação dos seus criadores personagens novas, sejam pessoas, animais, seres alienados, a imaginação é o limite…

os Papertoys são um presente da rede de cinemas CineFlix para os amantes do Cinema. CineFlix, um caso de amor com o Cinema e Você.

O PaperFreak desta semana é O Gollum, da trilogia do Senhor dos anéis e do filme “O Hobbit – Uma Jornada Inesperada”, que será lançado em 14 de dezembro de 2012… Bom divertimento.

Clique aqui para baixar seu papertoy: Paperfreak da Semana – Gollum

 

PaperFreak da Semana - Gollum (do filme "O Hobbit - Uma Jornada Inesperada")

 

Stelzer, como era antigamente chamado, era da raça dosGrados, e vivia nos Campos de Lis. Pouco se sabe sobre sua vida antes de encontrar o Um Anel. Apenas que ele vivia com sua família, sua avó sendo a chefe. No dia do seu aniversário, por volta de 2463 da Terceira Era, Sméagol foi pescar com seu primo Déagol. Déagol acabou caindo na água, e achando o Anel que Isildur havia, muitos anos antes, deixado cair ali. O desejo de Sméagol pelo Anel levou-o a matar seu primo Déagol (sob a justificativa de que seria seu “presente de aniversário”). Depois de ser expulso da família por sua avó, ele fugiu para o norte e se refugiou nas Montanhas Sombrias, e passou a ser chamado deGollum, por causa do som involuntário que fazia com sua garganta.

Gollum viveu, durante pouco menos de 500 anos com o Anel, num lago profundo no interior das Montanhas Sombrias, se alimentando de peixe cru e até mesmo dos orcs que moravam ali. O Anel o deixava invisível aos olhos dos outros, o que tornava a caça muito mais fácil. Porém, no ano de 2941 da Terceira Era, Gollum perdeu seu Anel nas cavernas da montanha. Por coincidência uma comitiva de 13 anões, um mago e um hobbit passavam por ali. E, acidentalmente, o hobbit, Bilbo Bolseiro, acabou pondo a mão no Anel de Gollum, enquanto tateava o caminho para a saída.

PaperFreak da Semana - Gollum (do filme "O Hobbit - Uma Jornada Inesperada")

 “O Hobbit – Uma Jornada Inesperada”

Bilbo Bolseiro (Martin Freeman) vive uma vida pacata no condado como a maioria dos hobbits. Um dia, aparece em sua porta o mago Gandalf, o cinzento (Ian McKellen), que lhe promete uma aventura como nunca vista. Na companhia de vários anões, Bilbo e Gandalf iniciam sua jornada inesperada pela Terra Média. Eles têm por objetivo libertar o reino de Erebor, conquistado há tempos pelo dragão Smaug e que antes pertencia aos anões. No meio do caminho encontram elfos, trolls e, é claro, a criatura Gollum e seu precioso anel.

Detalhes:

Baseado em obra homônima de J.R. Tolkien, mesmo criador da saga O Senhor dos Anéis.

Seguido por O Hobbit – Lá e de Volta Outra Vez (2013).

Uma briga judicial iniciada em 2008 quase colocou a produção no buraco porque os herdeiros do autor ameaçaram impedir a produção enquanto não recebessem o montante de US$ 220 milhões referentes aos filmes já realizados e não pagos pela New Line.

O diretor Guillermo del Toro era a escolha inicial para pilotar o projeto. Mas em maio de 2010, o cineasta, que chegou a se mudar para a Nova Zelândia, desistiu de tudo por causa dos constantes atrasos provocados pelas dificuldades financeiras do estúdio Metro Goldwyn Mayer (MGM). Aos 45 anos, del Toro chegou a afirmar que foi a decisão mais dura de sua vida. Ele seguiu na produção apenas como roteirista.Definido, inicialmente, apenas como produtor, o cineasta Peter Jackson assumiu a função de diretor em outubro de 2010, acabando com o suspense que durou cerca de cinco meses. No mesmo mês, o filme tornou a ser ameaçado por causa de uma rebelião da equipe técnica, reclamando de maus tratos e remuneração não efetuada por Jackson e seu staff.Em dezembro de 2010, novo problema: Foram espalhados anúncios pela Nova Zelândia, afirmando que a produção procurava por pessoas de “tom de pele claro”. A situação piorou quando um agente não deixou uma atriz de origem paquistanesa, Naz Humphreys, participar dos testes por causa do tom de pele. Peter Jackson ordenou a demissão do agente e negou qualquer orientação preconceituosa.Em janeiro de 2011, mais um revés para o filme: o diretor Peter Jackson foi internado para tratar de uma úlcera perfurada e ameaçou novamente o início das filmagens.

O orçamento estimado dos dois filmes é de US$ 500 milhões.

Em 2009, surgiram rumores de que Tobey Maguire (Homem-Aranha) iria interpretar o Bilbo Bolseiro, mas o próprio ator negou a informação sobre o personagem, que acabou nas mãos do ator Martin Freeman.

As filmagens começaram somente em 20 de março de 2011.

O Hobbit – Parte I e Parte II foram rodado inteiramente na Nova Zelândia e de uma vez só.O processo de filmagens durou 14 meses.

2012-11-19T09:30:15+00:00